Obras do ‘Monotrilho’ entre CPTM e Terminais do Aeroporto podem ser entregues até fim de 2022

Foto: Divulgação/CPTM

Presidente Bolsonaro não compareceu para assinatura do termo aditivo como estava previsto

A possibilidade de chegar ao aeroporto, só por meio de trilhos, está mais próxima da realidade. O termo aditivo para construção do People Mover foi assinado nesta quarta-feira (08) em uma cerimônia no Terminal 1 do Aeroporto de Guarulhos.

O modal trata-se de veículo leve sobre trilhos que fará conexão entre a linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) com os Terminais 1, 2 e 3.

O Monotrilho será gratuito e tem previsão de receber por hora, dois mil usuários em operação nos dois sentidos. Segundo o projeto, o tempo médio das viagens é de seis minutos entre a CPTM e os terminais. As obras terão início imediato e previsão de entrega em 24 meses.

No documento consta a obrigatoriedade da concessionária responsável, a GRU Airport construir e operar o GRU Automated People Mover (APM).

O evento contava com a presença do Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do Ministro Tarcísio Gomes de Freitas, mas ambos não compareceram em razão de compromissos em Brasília.

Na solenidade, estavam presentes o Prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSD) e o Deputado Jorge Wilson (Republicanos), além de outras autoridades políticas.

De acordo com o Secretário Executivo do Ministério, Marcelo Sampaio, o projeto vem sendo discutido há três anos e vai propiciar que mais passageiros utilizem o sistema de trilhos para vir ao aeroporto.

Além disso, o mecanismo permite maior previsibilidade aos passageiros e também aos funcionários dos terminais e de companhias áreas.

Segundo Guti (PSD) a obra terá impacto econômico positivo na economia local com a geração de centenas de empregos. Na ocasião, o Prefeito pediu apoio do Governo Federal para finalizar o Trevo de Bonsucesso, que considerou um ‘gargalo’ para Guarulhos.

O termo aditivo foi assinado pelo Presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Juliano Roman, pelo Presidente da GRU Airport, Gustavo Figueiredo, e pelo Secretário Executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.