70 anos da televisão brasileira; conheça mais sobre essa história

Foto: Reprodução/

O dia 18 de setembro de 1950, entrou para a história brasileira como o dia da primeira transmissão de Televisão no país, com a TV Tupi, em São Paulo, como iniciativa do empresário Assis Chateaubriand (Chatô). Era a maior emoção do ano quando as câmeras acenderam para as palavras do ator Walter Forster: “Está no ar a PRF-3-Tv Tupi de São Paulo, a primeira estação de televisão da América Latina”.

A inauguração contou com apresentações como da artista Rayito de Sol, cubana, da orquestra Georges Henri, um número do ator Amácio Mazzaropi e o canto de Lia Marques, as notícias de política com o jornalista Maurício Loureiro e até uma celebração com a “Canção da TV”, cantada por Lolita Rodrigues e Vilma Bentivegna. Os versos da música eram do poeta Guilherme de Almeida.

A televisão brasileira, na década de 50, teve um caráter de aventura, com o pioneirismo de seus profissionais desbravando os mistérios do novo veículo“, afirmou o professor Edgard Ribeiro Amorim no livro História da TV Brasileira. Ele explica que os primeiros anos foram marcados por uma “fase de aprendizagem” de como funcionaria aquela nova caixa mágica.

Já em Guarulhos, foram necessárias algumas décadas para que a TV local chegasse à cidade. No final dos anos 80, o grupo Sanzone estabeleu o primeiro canal na cidade, o canal aberto 58 UHF, intitulada também como TV Metropolitana. Ainda assim, eram permitidos apenas conteúdos educativos. Foram produzidas boas atrações, com boa estrutura.

As entradas ao vivo foram iniciadas já nos anos 90 e atualmente a emissora pertence ao Grupo Camargo, junto das rádios Alpha e 89 FM. A emissora também retransmite a Rede século 21. A chegada da Canbras (Canáda – Brasil), que operava em outras cidades além de Guarulhos, deu continuidade no investimento em comunicação no município.

O Grupo Alusa, proprietário da BigTV, que era sócio dos canadenses, ficou com o controle dos assinantes da cidade e abriu mão de São José dos Campos para a outra interessada. Logo depois, a BigTV, que se popularizou entre os moradores do município, foi vendida à operadora Net.

Entre a década de 90 e o inicio dos anos 2000 surge a TV comunitária Guarulhos, que exibia inicialmente conteúdos produzidos por fontes externas e hoje é a única em funcionamento na cidade, transmitida no canal 3 da NET.

Outra emissora que se manteve no ar na cidade foi a TV Destaque. Iniciou em 2005 e inovou sendo a primeira rede local a realizar um debate ao vivo com candidatos à Prefeitura de Guarulhos e transmitia um telejornal todos os dias as 18h. Outra marca era o espaço voltado ao esporte, com boa cobertura dos times locais. Que encerrou as atividades um ano após sua venda, em 2018.

Pelo menos três emissoras tiveram o mesmo destino. A Teovision, canal 14 da BigTV, chegou a fechar parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE) oferecendo desconto aos associados da entidade em anúncios na programação. A rede chegou a sabatinar os prefeituráveis daquela eleição em 2018, mas apesar disso não vai mais ao ar.

Outro marco foi a TV Cantareira. Nome conhecido em Guarulhos e um dos protetores do jornalismo da cidade

*Com informações da Agência Brasil