Com a normalização do horário, comércio e shoppings devem contratar para Black Friday

Foto: Divulgação/ Internacional Shopping

Lojistas não contaram com temporários para o fim de ano, mas preveem contratação de 1/4 dos dispensados na pandemia

Na última sexta-feira (09) durante live nas redes sociais, o prefeito Gustavo Henric Costa (PSD) autorizou a reabertura de cinemas com 60% da capacidade total e confirmou que shoppings, comércios e restaurantes poderão operar por até 12 horas por dia.

Após autorização do governador João Doria (PSDB), Guarulhos e outras regiões do estado passaram para fase verde do plano de reabertura econômica. Desta forma, a fase menos restritiva permite expansão da flexibilização com a ampliação do funcionamento de horário no comércio.

Essa reabertura ampliada para 12 horas (das 10h às 22h) nos shoppings, levou a ALSHOP fazer uma sondagem com lojistas associados à entidade. O resultado da pesquisa mostra que os comerciantes devem contratar mais de 30 mil pessoas, o que corresponde a cerca de 1/4 do contingente dispensado por conta da pandemia.

Dessa forma, para o período natalino, os empresários não devem contratar novos temporários como tradicionalmente ocorre no comércio. Mas, há possibilidade para repor vagas perdidas durante o período mais severo da quarentena, apesar da expectativa do movimento de clientes ainda ir se recuperando pouco a pouco, como revela Nabil Sahyoun, Presidente da ALSHOP.

Em nível nacional, boa parte dos 577 shoppings já retomaram a atividade do comércio em horário normal há mais tempo. Quando isso ocorrer cerca de 200 mil pessoas devem ser reintegradas nas próximas semanas.

“Estamos atendendo ao princípio do varejo que é responder o anseio do consumidor: ele está saindo mais de casa e essa ampliação melhora a condição de compra com mais segurança sem risco de aglomerações, enquanto as vendas vão se recuperando gradativamente e se preparando para datas importantes do comércio como a Black Friday e o Natal.”, diz Sahyoun.

A próxima data relevante para o comércio é a Black Friday, programada para 27 de novembro. Embora tenha maior importância para o e-commerce, as lojas físicas devem registrar aumento de movimento especialmente nos shoppings e centros de compra.