Governador do Amazonas é o primeiro líder regional convocado na CPI da Pandemia

Foto: Diego Peres/Secom AM

Nesta terça-feira (08) os senadores ouvem pela segunda vez, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Nesta semana, o primeiro gestor estadual foi convocado para comparecer à CPI da Pandemia. O depoimento de Wilson Lima, governador do Amazonas, foi agendado para quinta-feira (10).

A decisão dos senadores foi tomada após a Operação Sangria, da Polícia Federal, ter sido deflagrada no estado para investigar desvios na saúde e o governador ter sido um dos alvos da operação.

No entanto, a convocação de governadores é alvo de ação no Supremo Tribunal Federal (STF), onde os gestores estaduais pedem a suspensão de suas convocações no Senado.

Segundo o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), as oitivas de governadores estão mantidas enquanto não houver decisão do STF. Outro depoimento prestado aos senadores será do ex secretário executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, na quarta-feira (09).

A expectativa é que ele ajude a esclarecer a postura do governo na crise de oxigênio em Manaus, a aquisição e distribuição de medicamentos sem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19 e a falta de equipamentos do “kit intubação” durante sua passagem pela pasta.

Agenda da CPI 08/06 a 11/06

  • Terça-Feira (08): Marcelo Queiroga, ministro da Saúde
  • Quarta-Feira (09): Elcio Franco, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde
  • Quinta-Feira (10): Wilson Lima, governador do estado do Amazonas
  • Sexta-Feira (11): Claudio Maierovitch, médico sanitarista e ex presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); Natalia Pasternak, pesquisadora, da Universidade de São Paulo (USP)