Isenção para compra em países do Mercosul passará para Mil Dólares

Os presidentes dos países-membros do Mercosul assinaram um acordo para aumentar de US$ 500 para US$ 1.000 o limite para as compras feitas em bagagem nos vizinhos.

Segundo documento divulgado pelo bloco, esse será “o limite de isenção de importações como bagagem acompanhada em viagens via aérea e marítima”.

A assinatura ocorreu durante a cúpula dos chefes de estado do Mercosul, realizada em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.

Para entrar em vigor, no entanto, cada país tem que aprovar uma regra interna. No caso do Brasil, a norma passa pela Receita Federal.

O pedido para aumento do limite foi feito pelo governo brasileiro.

Em outubro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, assinou portaria que aumentava de US$ 500 para US$ 1.000 o limite para compras em free shops dos aeroportos. Para quem chega do Paraguai, o limite foi elevado de US$ 300 para US$ 500.

As regras anunciadas em outubro passam a valer em 1º de janeiro do ano que vem. A elevação dos limites de isenção foi um pedido específico do presidente Jair Bolsonaro ao ministro da Economia.

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações do Metro SP e Folhapress
Foto: Duda Pinto/PressDigital/Folhapress

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui