STF aprova medidas restritivas para quem não tomar vacina da Covid-19

Foto: Reprodução

Por dez votos a um, o Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu nesta quinta-feira (17) o julgamento em que autoriza a aplicação de medidas restritivas para quem se recusar a tomar a vacina do coronavírus.

O plenário analisou durante dois dias, duas ações que tratam da possibilidade de os governos federal, estaduais e municipais decidirem sobre a vacinação compulsória.

Para os ministros, a vacinação obrigatória não significa, no entanto, a vacinação forçada da população, que não pode ser coagida a se vacinar.

*Em construção