Cidade registra em três meses 163 casos de dengue, região da Cantareira apresenta mais casos

0
0
Fotos: Divulgação/PMG

O assunto que tem dominado os noticiários em todo o mundo é certamente a pandemia e as ações de combate ao coronavírus. Mas, a prefeitura municipal de Guarulhos divulgou um balanço sobre os casos de dengue na cidade.

Os números mostram que em Guarulhos foram confirmados 163 casos de dengue no período de 1º de janeiro até esta quinta-feira 19 de março. A região Cantareira é a que concentra mais casos (57), seguida de Pimentas (39), São João (32) e Centro (31).

No ano passado casos de dengue no município aumentaram em 7.485% nos seis primeiros meses de 2019 em comparação com o mesmo período do ano de 2018. Naquele período foram confirmados 5.082 casos na cidade.

Embora em comparação com mesmo período do ano passado os números de notificados tenham reduzido 16,3%, e os de casos confirmados 47,3%, a Secretaria de Saúde reforça as recomendações aos munícipes para que eliminem os possíveis criadouros ao menos uma vez por semana de suas casas e estabelecimentos.

Os casos e epidemias transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti ocorrem no período das chuvas, de outubro a março, em razão das condições ambientais estarem mais propícias ao desenvolvimento dos ovos. Apesar do verão já ter ficado para trás e as chuvas terem diminuído a Prefeitura reforçou que disponibiliza informações sobre o mosquito e como eliminar os criadouros no link.

Lembre-se de eliminar depósito de água não ligado à rede (​tonéis, caixas e barris de água), prato de plantas, vaso de plantas com água, recipientes de consumo animal e ralos externos. Eles são os principais criadouros do mosquito que transmite não só a dengue, mas, também a zika, febre chikungunya e febre amarela, doenças graves que podem levar à morte.