Guarulhos antecipa início da retomada econômica para esta sexta; veja o que muda

Foto: Michel Wakin

A Prefeitura de Guarulhos publicou nesta quarta-feira (10) o decreto 36.925/2020, que antecipa as datas previstas para a retomada das atividades econômicas na cidade. A segunda fase e a terceira fases, previstas para começarem respectivamente nos dias 15 e 22 de junho, agora terão início na próxima sexta-feira (12), ponto facultativo do feriado de Corpus Christi. 

A antecipação apenas foi possível graças ao aumento do número de leitos de UTI. Guarulhos terá, até sexta-feira, mais 32 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19, provenientes do aluguel em hospitais particulares e da expansão do Centro de Combate ao Coronavírus (3C-Gru), no Parque Cecap.

Além disso, em reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro, o prefeito Guti recebeu a notícia de que a cidade será contemplada com mais 17 respiradores para UTIs e outros três móveis para serem instalados em ambulâncias. 

De qualquer forma, a Prefeitura de Guarulhos alerta para que a população apenas saia de casa em caso de necessidade e sempre utilize máscaras de proteção e álcool em gel 70%.

Todos os estabelecimentos inclusos no detalhamento do planejamento deverão intensificar suas ações de limpeza, disponibilizar álcool em gel 70% aos clientes e funcionários, realizar aferição de temperatura corporal (em estabelecimentos acima de 100 metros quadrados) em todos os clientes e funcionários por meio de termômetro infravermelho digital, evitar aglomerações limitando o atendimento a uma pessoa a cada 2 m² de área, garantir que seus funcionários e clientes estejam utilizando máscaras de proteção, promover a demarcação no solo nos espaços destinados às filas, inclusive do lado de fora dos estabelecimentos, entre outras exigências que podem ser conferidas no decreto 36900/2020, publicado em 3/6/2020.

Confira como fica o cronograma de reabertura após as mudanças:

A partir de 12 de junho

Lavanderias – das 9h às 15h

Perfurmaria – das 10 às 16h

Cartórios – das 9h às 15h

Consultoria- das 9h às 15h

Comércio de embalagem – das (10h às 22h (no aeroporto poderá funcionar 24 horas)

Locadora de veículo, autoescola e despachante – das 9h às 15h

Papelaria – das 10h às 16h

Cabeleireiro, manicure, similares (com hora marcada, atendimento de uma pessoa por profissional e sem fila)

Floricultura – das 10h às 16h

Concessionárias e loja de veículos – das 10h às 16h

Igrejas, templos religiosos (25% de toda capacidade de fiéis, distanciamento de cinco metros entre as pessoas, mais de uma saída e disponibilização de álcool em gel para uso comum)

Lojas de utensílios domésticos – das 10h às 16h

Loja de colchões – das 10h às 16h

Lojas de artigos de armários – das 10h às 16h

Trailer e veículos motorizados – das 10h às 16h (por delivery, drive-thru ou take way)

Relojoarias, lojas de concerto de relógio – das 10h às 16h

Loja de eletroeletrônicos – das 10h às 16h

Loja de vestuários – das 10h às 16h (sem provador)

Ambulantes – das 10h às 16h

Loja de doces, sorvetes, bombonieres – das 10h às 16h

Shoppings centers – das 14h às 20h (o estacionamento pode ter só 25% da capacidade, praça de alimentação com 25% da disponibilidade, sem consumo no local, estão proibidos de funcionar os setores de lazer, como cinema e parques)

A partir de 6 de julho

Bares, lanchonetes, restaurantes e casas do Norte – das 10h às 16h (com capacidade reduzida)

A partir de 20 de julho

Academias, que terão que adotar rígidos critérios de higienização, como assepcia de cada aparelho após ser utilizado.

Cinemas, teatros e demais espaços de eventos (capacidade reduzida e critérios rígidos de higienização)