Guarulhos confirma 2 primeiros casos de coronavírus no município

1
5
Passageiros e funcionários do aeroporto internacional de Guarulhos usam máscaras de proteção após primeiro caso confirmado de Coronavírus no Brasil - Foto: Zanone Fraissat

Os dois primeiros casos confirmados de pessoas infectadas com o novo coronavírus (COVID-19) em moradores de Guarulhos foram confirmados nesta segunda-feira (16) pela Secretaria Municipal de Saúde. Os pacientes estão estáveis e em isolamento domiciliar. Não há necessidade de internação. Até o momento a cidade investiga 75 casos suspeitos e tem 20 casos descartados.

O primeiro caso confirmado é de uma mulher de 31 anos, profissional de saúde que reside em Guarulhos e trabalha em um hospital em São Paulo, no qual já houve a confirmação de outros casos da doença no local. A paciente não tem histórico de viagem e está em isolamento domiciliar desde o primeiro sintoma, em 13 de março.

Já o segundo caso, também confirmado nesta manhã, refere-se a um estudante de 20 anos, que tem histórico de viagem pela Inglaterra e Itália. Passou a ter os primeiros sintomas no dia 2 e quando chegou ao Brasil, em 5 de março, iniciou o isolamento domiciliar.

A Vigilância Epidemiológica Municipal tem acompanhado caso a caso e realizado orientações por telefone, para não expor os profissionais de saúde, para que esses pacientes permaneçam isolados em casa. “É muito importante que as orientações sejam respeitadas e seguidas à risca, porque a partir do cumprimento delas é que se torna possível diminuirmos as chances de contaminação de mais pessoas”, afirmou Valeska Aubin Zanetti Mion, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde.

Cenário no Brasil

Os casos confirmados do novo coronavírus alcançaram 234 hoje (16), segundo a atualização divulgada pelo Ministério da Saúde. É mais do que o dobro de três dias atrás. Na sexta-feira (13), o total passou de 100 pela primeira vez e agora já ultrapassa os 200. Ontem, o balanço registrou 200 pessoas infectadas.

Já os casos suspeitos ultrapassaram os 2 mil, chegando a 2.064. São Paulo lidera com 1.177, seguido por Rio Grande do Sul (119), Santa Catarina (109), Distrito Federal (107) e Rio de Janeiro (96).

Os descartados ficaram em 1.624. Ainda não foram notificadas mortes em razão da doença. Já não há nenhuma unidade da federação sem casos confirmados ou suspeitos, o que existia até semana passada (Roraima e Amapá).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações da Agência Brasil e PMG