Guarulhos reabre comércio antecipadamente mesmo com uma das maiores taxas de letalidade por covid-19 em SP

Foto: Michel Wakin/ Guarulhos Online

Segundo o Plano São Paulo (plano estadual de reabertura), Guarulhos deveria iniciar a retomada das atividades econômicas na próxima segunda-feira (15). Porém, a Prefeitura resolveu contrariar as determinações do governo estadual e reabrir comércio e serviços nesta sexta-feira (12).

O governador João Doria chegou a emitir um ofício à Prefeitura de Guarulhos, por meio do secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, em que solicita que a retomada econômica aconteça somente na segunda-feira.

A Prefeitura, no entanto, alega que houve um aumento no número de leitos de UTI e que o governo federal vai enviar respiradores para o município. Além disso, o prefeito Guti tem como trunfo para contrariar as recomendações de Doria a decisão do Supremo Tribunal Federal que garante autonomia aos prefeitos nas regras de flexibilização.

O município apresenta números preocupantes, com um total de 464 mortes é a segunda cidade com mais óbitos em decorrência do novo coronavírus no estado de São Paulo, ficando atrás somente da Capital. Guarulhos possui atualmente a maior taxa de letalidade pela covid-19 entre as 20 primeiras cidades com mais casos no estado.

Mesmo assim, Guti considera que a reabertura é fundamental para a economia da cidade e alega que a proximidade com a Capital, com vários bairros em que as pessoas precisam apenas atravessar uma rua para mudar de cidade, também é fator determinante para a reabertura, pois o vírus continuaria a circular livremente entre os municípios.

 “Além dos guarulhenses irem para São Paulo consumir, prejudicando o comércio daqui, há o grande risco de se contaminarem lá. A antecipação da reabertura de Guarulhos serve para proteger nossa população”, afirma.