Guti pede bloqueio de voos internacionais e 1 milhão de vacinas para Guarulhos

Foto: Reprodução

Em nova reunião sobre barreiras sanitárias no Aeroporto, o prefeito quer que a cidade seja um ‘cinturão’ contra a Covid-19

Mais de um ano depois que a pandemia chegou ao Brasil, autoridades públicas passaram a discutir a efetividade de barreiras sanitárias para Covid-19, somente após a chegada da cepa indiana da Covid-19 ao Brasil.

Atualmente mais de 60% dos passageiros vindos de outros países desembarcam no Aeroporto de Guarulhos. A administração municipal tem participado de reuniões com autoridades estaduais e federais para instalar barreiras sanitárias no local.

A Prefeitura divulgou nesta quarta-feira (26) que quer criar um cinturão de imunização contra o coronavírus com a vacinação de 100% dos moradores acima de 18 anos. A reivindicação foi feita por Guti (PSD) durante videoconferência nesta manhã.

Na reunião, Ministério da Saúde, Anvisa, Prefeitura de São Paulo, Ministério Público Federal e GRU Airport, além da Prefeitura de Guarulhos discutem formas de inibir a entrada de novas cepas do coronavírus no país.

Guti solicitou ao Ministério da Saúde o envio de 1 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19 para a aplicação em toda a população que ainda não recebeu o imunizante. Ele acredita que serão necessários até 40 dias para realizar a vacinação dos adultos.

A população guarulhense está vulnerável, já que passageiros que possam chegar contaminados têm contato direto com os trabalhadores que pegam ônibus e táxis. Esses profissionais podem transmitir rapidamente o coronavírus a seus familiares e vizinhos.

O prefeito de Guarulhos reivindicou ainda, que se feche o espaço aéreo internacional para voos de passageiros, por um período determinado, impedindo a entrada de viajantes provenientes de outros países, já que barreiras sanitárias ainda não estão definidas.