Município prevê orçamento de R$ 66 milhões para área de Habitação


A Secretaria de Habitação estima um orçamento de aproximadamente R$ 66 milhões para o próximo ano. A informação foi divulgada em audiência pública para debater a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020, presidida pelo vereador Lauri Rocha (PDB), com a presença do secretário Silvio Figueiredo, na Câmara Municipal, nesta terça-feira (26).

Do valor total, cerca de R$ 50,6 milhões são de recursos próprios e cerca de R$ 15,3 milhões de recursos vinculados. Em geral, os valores deverão ser destinados para gestão e manutenção da Secretaria; produção pública de unidades habitacionais; implantação de infraestrutura em áreas de urbanização; melhoria de condições de habitabilidade; e regularização fundiária urbana.

“Estamos querendo implantar os lotes urbanizados, que é uma forma de atender essa população mais carente, em especial as famílias mais vulneráveis, e colocar em um loteamento com toda a infraestrutura, com rede de água, esgoto, pavimentação, escola, posto de saúde”, ressaltou o secretário.

Outro assunto levantado durante os trabalhos foi a questão da locação social e do auxílio moradia. De acordo com Figueiredo, atualmente, 1150 famílias recebem os benefícios. “Para o ano que vem é muito difícil prever porque temos uma série de ações civis em curso que não sabemos quanto tempo vai levar, mas acreditamos que pode ultrapassar de 2500 famílias”, disse.

 

 

 

 

 

 *Com informações da Câmara Municipal de Guarulhos
Foto: Karina Yamada