Prefeitura planeja reabertura em 15 de junho, mas depende da aquisição de novos leitos de UTI

Foto: Reprodução/Facebook

O Prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSD) durante transmissão ao vivo, nas redes sociais, nesta terça-feira (02), ao lado do Secretário de Saúde, Dr. José Mário Clemente detalhou a nova fase da reabertura da economia na cidade, programada a partir de 15 de junho.

De acordo com Guti, a cidade tem 40 leitos municipais e 40 leitos estaduais, e ‘corre contra o tempo’ para adequar mais 34 leitos novos leitos e assim, reabrir, dentro das regras, a gestão municipal acredita que nesse período conseguirá acoplar leitos privados à rede pública.

Nesta reabertura, os setores de serviços funcionarão entre 9h e 15h, o comércio em geral, inclusive de rua, deverá funcionar entre 10h e 16h, a prefeitura acredita que assim, irá dinamizar o fluxo de passageiros no transporte coletivo.

Os detalhes das novas regras serão publicados amanhã (03) em decreto municipal. Guti apontou alguns setores que poderão retomar nesta fase. Entretanto, enfatizou que as reaberturas só poderão ocorrer progressivamente, se a cidade atender aos critérios e taxa de contágio e aquisição de novos leitos.

O secretário de saúde, reforçou na ocasião que o isolamento social, ainda deve ser respeitado, mesmo diante das reaberturas. A população acima dos 60 anos não deverá circular em setores não essenciais.

Setores que poderão reabrir:

Serviços – 9h e 15h: lavanderias, escritórios, corretoras, imobiliárias, cartórios, consultorias, assessorias, auto-escolas, etc.

Comércio – 10h e 16h: perfumarias, papelaria, floricultura, concessionárias etc.

Apenas com hora marcada: salões de beleza, manicure, pedicure, cabeleireiros, barbeiros etc, deverão atendem exclusivamente com horário marcado e um cliente por profissional.

Igrejas e templos religiosos poderão retomar cultos e missas, mas com as recomendações de uso de máscara, álcool gel, portas diferentes para entrada e saída e distanciamento entre as pessoas.

Num segundo momento, em 22 de junho, a prefeitura espera reabrir lojas de utensílios domésticos, armarinhos, lojas de roupas, sapatos, assessórios, carrinhos de comida e o comércio ambulante.

Os shoppings funcionarão entre 14h e 20h, com regras específicas nos estacionamentos e praças de alimentação. Apenas 25% da capacidade total poderão ser utilizados, as atividades de lazer estão suspensas momentaneamente.

Setores como academias, cinemas, teatros e espaço de eventos deverão intensificar serviços de limpeza e higiene e controle de fluxo de pessoas no interior. A reabertura de escolas será discutida adiante, mas está prevista somente para agosto.