Prefeitura promete fiscalização para cumprir regras da fase vermelha durante as festas de final de ano

Foto: Michel Wakin/Guarulhos Online

Comércios, academias e shoppings não podem abrir nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro

A Prefeitura informou que vai intensificar as ações de fiscalização para cumprir as determinações do Plano SP, que coloca Guarulhos na fase vermelha durante as festas de final de ano como medida de contenção da pandemia de Covid-19.

O serviço será executado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU), apenas os serviços considerados “essenciais” poderão funcionar nos dias 25, 26 e 27 de dezembro, e nos dia  1º, 2 e 3 de janeiro.

De acordo com a pasta, a abordagem inicial da fiscalização será para informar sobre ações e proibições de abertura e pedir a colaboração dos comerciantes para que permaneçam fechados. Os fiscais darão prioridade aos pontos já conhecidos de aglomerações e aos estabelecimentos que descumpriram as regras anteriormente. A autuação somente será efetivada num segundo momento, em caso de não colaboração.

Nos outros dias, valem as regras da fase amarela da quarentena, na qual restaurantes podem funcionar até as 22h (bebida alcoólica até as 20h), e bares devem fechar até as 20h.

Não podem abrir nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro:

Shoppings, lojas, galerias, concessionárias, escritórios, bares, restaurantes e lanchonetes (exceto para delivery), academias, salões de beleza,  cinemas, teatros e outros estabelecimentos culturais.

Serviços essenciais (podem abrir nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro):

Hospitais, farmácias, clínicas odontológicas, atendimento de saúde animal, mercados, açougues, padarias, postos de combustíveis, lavanderias, meios de transporte coletivo ( ônibus, trens e metrô),  hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria, manutenção e zeladoria, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos, bancas de jornais, serviços de segurança pública e privada, serviços bancários (incluindo lotéricas), manutenção e zeladoria, call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos e bancas de jornais.

Plano SP

O Plano São Paulo é a estratégia do Governo do Estado de São Paulo para vencer a COVID-19, baseado na ciência e na saúde. O anúncio da volta de todo o estado à fase mais restritiva do lockdown foi realizado no início desta terça-feira (22), considerando que nas últimas quatro semanas houve aumento de 54% do número de casos da doença, de 34% no número de óbitos e  de 13% das internação em São Paulo.