Ansiedade – Como saber se é normal ou patologia?

Foto: Thinkstock

A ansiedade é um estado emocional caracterizada por sensações e sentimentos de inquietação, medo, pensamentos negativos e preocupação excessiva. É inerente a todos os seres humanos. Portanto, não existe quem não fique ansioso em algumas ocasiões na vida.  

Mas, quando falamos em ansiedade, nem sempre estamos falando de uma doença. A ansiedade que é normal, mobiliza o indivíduo para a vida, para planejar e realizar desejos e aspirações. É natural que apareça em situações que podem causar expectativa, medos ou dúvidas. 

Por sua vez, a ansiedade patológica ou TAG – Transtorno de Ansiedade Generalizada, é um transtorno psicológico caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”. De acordo DSM-IV é um estado permanente e difícil de controlar, e para ser classificado como transtorno deve estar presente por no mínimo 6 meses.

Por vezes, o transtorno de ansiedade é visto com certo descaso, porém, é uma doença grave e pode acarretar muitos prejuízos na vida social e profissional. Além, das características psíquicas, como preocupação excessiva, constante nervosismo, falta de concentração, irritabilidade e medos intensos, para identificar a ansiedade, também existem sintomas físicos. 

Eles podem aparecer como forma de sensações de cansaço, respiração acelerada ou dificuldade para respirar, aumento da frequência cardíaca, sudorese, dor de barriga, tremores, no corpo, náuseas, entre outros.

A diferença crucial entre ansiedade considerada normal e transtorno de ansiedade é o prejuízo ocasionado à pessoa. No primeiro caso, os sintomas aparecem de forma leve e são passageiros, já no segundo, ocorre com maior intensidade e são permanentes.

É necessário estar atento para perceber se a ansiedade existente está dificultando sua rotina, vida social ou profissional. Observe seu corpo, suas sensações, seus pensamentos e comportamentos para que consiga essa auto percepção. 

Através dos seus relacionamentos e da forma que conduz sua vida conseguirá entender se é necessário algum auxílio profissional. Não hesite em procurar por um especialista. 

Ana Paula Souza é Psicóloga Clínica com experiência em atendimentos de adolescentes e adultos Especialista em Terapia Cognitivo Comportamental Aperfeiçoamento em Perdas, Luto, Depressão e Ansiedade Extensão em Saúde Mental e Cuidados no Acolhimento ao Luto em Situação de Crise Palestrante em Saúde Mental, Educação e Desenvolvimento Pessoal Consultora de Recursos Humanos e Desenvolvimento Pessoal Membro da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS).