Conheça Lélio Assumpção e a Fórmula 1600

Foto: Everton Eifert

Lélio Assumpção é um dos muitos apaixonados por automobilismo que sempre sonhou em poder viver sua paixão por corridas de carro, porém esbarrava em um problema muito comum para os apaixonados pelo automobilismo: a dificuldade para ingressar no esporte a motor, cursos de pilotagem caros, falta de informação e em seu caso, por viver na baixada santista, literalmente precisa fazer uma viagem para ficar mais próximo das praças mais importantes do nosso esporte a motor.

Sem nunca ter andado em um carro de corrida ou kart, iniciou em 2016 sua busca por um curso de pilotagem e acabou encontrando alguns em Interlagos. O preço era alto, o que o fez decidir trabalhar para juntar o dinheiro necessário, com a esperança comum entre os jovens que iniciam no esporte de mostrar seu potencial e ser contratado por alguma equipe.

Após algumas trocas de e-mails com um dos cursos de pilotagem, Lélio foi encaminhado para o curso na Fórmula Vee Brasil, que iria realizar evento com treinos em Piracicaba e o valor muito mais acessível.

Na Fórmula Vee, Lélio deu o seu primeiro passo no automobilismo. Sem experiência anterior chamou a atenção dos olhos atentos da equipe e de Wilson Fittipaldi Jr, sendo convidado para continuar na categoria, mas para isso, precisava de apoio financeiro. Com a ajuda de seu pai para conseguir patrocinadores, pode seguir com seu sonho.

Após algum tempo correndo na Fórmula Vee, começou a fazer algumas corridas extras na Fórmula 1600 na equipe SanRace, participando de um Torneio com corridas no autódromo Vello Città (local onde é gravado o Acelerados do SBT) alcançando o segundo e terceiro lugar. Outra corrida em Londrina, a qual conseguiu sua primeira vitória na F1600, diante desses resultados venceu o torneio.

Com os bons resultados, no ano seguinte fechou com a SanRace para a temporada na Fórmula 1600 e disputou o Campeonato Paulista, ficando em segundo lugar em 2019 e em terceiro em 2020. Um grande resultado para um ano de muitos desafios e problemas com o carro.

Em 2020 Lélio também pode viver o sonho de muitos pilotos: a oportunidade de testar carros diferentes. Começou pelo Stock Light (categoria de acesso da Stock Car), Sprint Race, carros impressionantes e prazerosos de guiar, porém com um investimento muito grande. Por último, outra oportunidade foi testar um Fórmula Delta, carro divertido e rápido. Para 2021, o objetivo é conseguir patrocinadores para disputar sua primeira temporada na Fórmula Delta.

Diferente da Fórmula Vee, a Fórmula 1600 é uma categoria composta por diversas equipes. O formato do Campeonato é de geralmente 10 etapas no Autódromo de Interlagos. Cada etapa é composta por dois treinos livres, um treino classificatório e duas corridas.

O Carro é visualmente bem parecido com o Fórmula Vee, porém há diferenças mecânicas e visuais. Começando pelo exterior, os F1600 não possuem uma barbatana na traseira e sim side pods na lateral, que abrigam e direcionam o ar para o radiador do carro; os pneus são os Pirelli P1 Plus 195/50 R15 e o motor que empurra essa fera é o Ford Zetec Rocam 1600 cc gerando 130cv, acoplado a um câmbio de 4 marcas em H. Pode não impressionar de imediato mas o peso mínimo com o piloto e sem reposição de fluidos no fim de cada corrida deve ser de 590 kg. Um carro com essa potência e tão pouco peso, com certeza é diversão garantida.

Paulo Campaneli é Analista de Sistemas, piloto de kart e de Fórmula Vee, apaixonado por automobilismo e carros, entrou no mundo do esporte a motor em 2017, representando Guarulhos na modalidade. Ele participa das etapas na Fórmula Vee no Campeonato Paulista, Copa ECPA, e kartismo amador.