Conheça um pouco da História da Fórmula Vee Brasil

Foto: Marcos Tadeu Batista/Velocidade em Foco

A Fórmula Vee é uma categoria escola que por características do carro e por seu baixo custo é uma ótima opção para aqueles pilotos que saem do kart e buscam maiores desafios, como também para pessoas que buscam apenas um hobby.

No mundo a FVee possui campeonatos em mais de 14 países e aqui no Brasil a categoria teve duas fases, a primeira quando Wilson Fittipaldi Jr junto a um grupo de pilotos, jornalistas e empresários, ajudou a implementar a modalidade no país em 1967, e a segunda, a partir de 2011 quando foi recriada pelo engenheiro Roberto Zulino.

Ao comando de Zulino e com ajuda de outros entusiastas por automobilismo, o projeto do novo carro começou, com conversas de corredor em Interlagos e desenhos no chão de concreto da oficina, foi concebido o chassis do Naja, que foi equipado com mecânica Volkswagem 1600, por conta de custo e da abundância de peças em nosso mercado, utilizando-se muito de peças de Fusca, Kombi e Brasília.

No primeiro lote foram fabricados 30 carros, que aos poucos foram sendo aperfeiçoados por preparadores, fazendo os pilotos conseguirem reduzir em 20 segundos o tempo de volta em Interlagos.

Com o passar do tempo os motores 1600 refrigerados a ar já não davam mais conta e levou a uma busca por novo propulsor, a busca por uma solução técnica e outros fatores levaram a uma divisão da categoria entre Fórmula Vee Brasil e Fórmula 1600, a primeira mantendo a mecânica Volkswagem, agora com motor 1600 do VW Fox refrigerado à água, e a segunda com mecânica 1600 da Ford.

Hoje a Fórmula Vee é uma categoria de equipe única, utilizando carros equalizados com a mecânica 1600 do Fox ligadas a um câmbio com 4 marchas (5 em alguns carros mais novos), tração traseira, suspensão traseira independente, pneus do mesmo tipo que usamos diariamente em nossos carros, injeção eletrônica programável e mantém a ausência de qualquer apêndice aerodinâmico (asa ou aerofólio como é popularmente conhecido), toda essa combinação proporciona muita diversão e desafio para os pilotos que querem andar cada vez mais rápido.

As etapas da FVee ocorrem principalmente no Autódromo de Interlagos e no Autódromo de Piracicaba (ECPA), além disso a categoria oferece cursos e treinos para quem quer aprender a pilotar ou apenas ter a experiência de andar em um carro de corrida.

A categoria tem no seu currículo grandes nomes do automobilismo, pilotos como Emerson Fittipaldi, José Carlos Pace (piloto que dá nome ao Autódromo de Interlagos), Nelson Piquet e até Niki Lauda passaram pela categoria.

Em 2021, os carros da Fórmula Vee Brasil voltam as pistas em 23 de Janeiro pela Quinta Etapa da Copa ECPA e em 07 de Fevereiro para a Etapa Inicial do Campeonato Paulista no Autódromo de Interlagos.

Paulo Campaneli é Analista de Sistemas, piloto de kart e de Fórmula Vee, apaixonado por automobilismo e carros, entrou no mundo do esporte a motor em 2017, representando Guarulhos na modalidade. Ele participa das etapas na Fórmula Vee no Campeonato Paulista, Copa ECPA, e kartismo amador.