Quatro dicas para conseguir recolocação profissional durante a pandemia

Imagem: Divulgação

Por Angelina Vinci

Estar desempregado pode ser ainda mais preocupante quando o cenário é de crise, principalmente quando ocasionada por uma pandemia sem data para acabar. Segundo a última Pesquisa Nacional de Desenvolvimento (PNAD), a taxa de desemprego passou de 11,8%, na semana de 31 de maio a 6 de junho, para 12,4%, entre 7 a 13 de junho.

Confira as dicas para quem quer e precisa de uma recolocação profissional:

Aumente a rede de contatos

Uma das dicas mais importantes dessa lista é o networking. Desenvolver e cultivar uma rede de contatos é uma tarefa fundamental para a carreira. Durante a crise, isso pode trazer ainda mais benefícios.

Atualmente existem grupos e comunidades virtuais, que podem fazer essa conexão do candidato com empresas que têm vagas disponíveis.

Uma dessas comunidades é o LinkedIn, a rede mais usada para assuntos relacionados a empregos e carreira. Muitos recrutadores estão de olho em perfis profissionais lá, por isso é importante estar presente com informações e conteúdos relevantes e atualizados.

Verbalize que está em busca de emprego

Assim como criar uma rede de contatos pode parecer uma dica simples, verbalizar para conhecidos que está em busca de emprego é uma tarefa fácil, mas que poucos fazem. Muitas vezes, o candidato deixa de falar que está em busca de emprego por vergonha, mas essa pode ser uma forma das pessoas lembrarem dele quando virem vagas disponíveis.

Aproveite para se especializar

Especializações são importantíssimas para uma carreira profissional de sucesso. O candidato pode aproveitar o momento em casa para impulsionar o currículo e conquistar mais conhecimentos.

Com a pandemia, diversas plataformas de cursos online passaram a oferecer especializações gratuitas ou a preços acessíveis. Essa é uma ótima maneira de se preparar e se destacar ante os demais candidatos.

Saia da zona de conforto

É justamente em um cenário de crise, em que existe um alto índice de desemprego, que se acirra a disputa por vagas no mercado de trabalho. É importante que o candidato mantenha-se atualizado estando capacitado e em sintonia com o que o mercado aponta como qualidades necessárias para o profissional chegar mais perto do emprego almejado.

Mesmo com a instabilidade econômica, muitas empresas estão dando continuidade a processos seletivos porque seus segmentos seguem firmes e a expectativa é que as contratações sejam retomadas, assim que a situação começar a se normalizar.

Angelina Vinci é especialista em RH e Gerente de Seleção da Luandre, uma das maiores consultorias de RH do país.