Coluna Aberta: Entenda porque seu churrasco está mais caro

0
0
Foto: Amanda Perobelli-Agência Reuters

Outro dia, mais precisamente na semana passada, estava no açougue quando ouvi uma 
senhora com um tom muito bravo falar: “Estes donos de açougue querem ficar ricos”. Mas, será que é isso mesmo? Muita gente anda se perguntando por que a carne subiu tanto de preço? Principalmente a carne chamada de “segunda” que é a parte dianteira do gado, mais consumida no dia a dia das casas brasileiras.
Uma das explicações para o reajuste nos preços é o aumento do dólar. No entanto, o 
aumento da exportação da carne bovina para a China também impactou. O país asiático aumentou substancialmente as importações de carne brasileira, devido à
peste suína que persiste no país oriental.
Com esta composição, o aumento do dólar, que estimula os produtores a exportarem e uma crise de saúde devido a carne suína e a necessidade de alimentar um país
superpopuloso, o governo Chinês compra mais carne brasileira, tornando a oferta 
dentro de nosso país menor que o consumo. 
Como já sabemos, o mercado funciona assim: muita procura, pouca oferta, preços mais caros. Também não podemos esquecer que o preço do combustível ajuda na formação dos preços, o valor do frete também é parte da equação que fica mais cara para entrega das mercadorias.
Uma informação que pode animar as pessoas a marcarem aquele “churrasquinho” no domingo é a de que nas últimas semanas o preço da carne está em tendência de baixa, 
por dois motivos: a China diminuiu as importações de carne e pela pressão do mercado 
interno, que está comprando menos carne bovina.
Temos que torcer para os chineses comerem menos carne, ou optarmos por algumas
alternativas, como a carne do frango , que nos últimos anos, tem salvado o preço da dieta do brasileiro.
Alberto Furtado
Consultor do Mercado Financeiro