Qual a importância de ter um advogado?

Foto: Reprodução

Hoje, 11 de agosto, o que para muitos é apenas mais um dia comum, para os advogados é um dia especial, afinal de contas, é o dia deles, ou melhor, de nós.

Sim, os advogados possuem um dia para chamar de seu, e o que poderia ser chamado de um mero capricho, é algo primordial para os defensores da justiça.

Existem algumas explicações para a origem da palavra “advogado”, porém, a mais aceita afirma que o termo advogado é oriundo do latim, “ad vocatus”, sendo ad = para junto, e vocatus = chamado, o que significa dizer que é aquele que foi chamado para falar por outra pessoa perante a justiça; significa também patrono, defensor ou intercessor.

É a única carreira da vida privada que é elencada como atividade indispensável à administração da justiça, presente no artigo 133 da Constituição Federal. Bastante criticada por alguns da sociedade, a profissão é mais primordial do que as pessoas imaginam.

É o advogado que defende o cidadão contra uma empresa que não paga as verbas trabalhistas, ou até mesmo que defende a empresa quando um empregado pede valores indevidos.

É ele também que intercede perante a injustiça de um inocente preso, ou diante de um pai que não paga a pensão alimentícia. Também é o profissional que defenderá sua vida, sua família, sua casa, seu patrimônio, dentre tantas outras coisas que fica difícil enumerar neste breve artigo.

Tais questões por muitas vezes passam despercebidas em um cotidiano agitado como o nosso, mas esta data sugere que paremos para refletir a importância dessa profissão no cotidiano.

Não podemos esquecer, também, da sua atuação extrajudicial, ou seja, aquela exercida fora dos fóruns, como por exemplo uma negociação, uma conciliação, dentre outras.

A felicidade que me cerca por ter esta profissão faz com que este texto tenha um ar mais informal e que tenta levar ao público que essa “distância” entre advogados e sociedade não deveria existir, até porque as vidas de ambos se cruzam quase que diariamente.

Na dúvida, procure um advogado, afinal de contas, diante de tantas atuações primordiais, é sempre válido ter um de confiança ao seu lado.

*Jeferson Pedro da Costa é advogado especialista em Direito Civil e um Professor entusiasta das ciências jurídicas e sociais.