Confira a programação cultural dos 467 anos da cidade de São Paulo

Foto: Robert Stokoe/Pexels

Concerto, contação de histórias, filmes, oficinas, teatro, dança e exposições são algumas das atividades gratuitas

As instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, prepararam uma programação especial e gratuita para comemorar os 467 anos de São Paulo, celebrados no dia 25.

Durante o fim de semana e no dia do aniversário da capital, com ações virtuais e presenciais. Entre as atrações que o público poderá apreciar estão a exibição de filmes, mostras, oficinas, contação de histórias e concerto especial da Osesp. Confira abaixo a programação completa:

Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo fará um concerto no dia 22 de janeiro em homenagem à cidade, que será transmitido ao vivo nos canais da Osesp (YouTube, Facebook e Instagram), com regência de Thierry Fischer. Confira o programa completo aqui.

Em homenagem a cidade de São Paulo, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) lançará o primeiro episódio de seu novo projeto: SPCD na Estrada. Na ação, que vai ao ar nas redes sociais da Companhia no dia 25 de janeiro, às 18h, os bailarinos da casa dançam trecho de Odisseia, da coreógrafa Joëlle Bouvier, em plena Avenida Paulista, na frente do Museu de Arte de São Paulo (MASP), com trilha sonora original de André Mehmari e direção de vídeo de Alexandre Cruz, Inês Bogéa e Luciano Cury. Mais informações no site: https://spcd.com.br/.

Para a criançada que adora uma história, a Pinacoteca de São Paulo tem a PinaCanção – uma história cantada entre pinturas, criada por Hélio Ziskind. Um espetáculo que faz parte do Pinafamilia, projeto destinado a todo tipo de família. Nessa história, dois personagens se encontram na Pinacoteca e, em meio às canções, descobrem juntos tons, texturas e escalas do mundo da pintura. A apresentação, que reúne música, teatro e artes visuais, dura 40 minutos e está disponível no site: https://pinacoteca.org.br/pinacancao/.

Museu da Casa Brasileira irá promover no dia 25 de janeiro, às 10h, uma oficina de desenho on-line, pela plataforma Zoom, em homenagem ao aniversário da cidade. A celebração contará com uma sessão de escuta de músicas que apresentam São Paulo sob diversas perspectivas, além da tradicional proposta de desenhos junto aos participantes. A intenção é compartilhar imagens, ideias, lembranças, afetos e desejos que giram em torno do imaginário paulistano. Mais informações no site: https://mcb.org.br/pt/ .

Já o Museu Catavento traz a oficina “No Profundo Azul”, dia 25, que revela um experimento que pode ser reproduzido em casa e demonstra como são divididas as camadas do oceano. Os pequenos podem ainda aprender um pouco mais sobre a grande megalópole no vídeo “Hoje é dia de Aniversário de São Paulo”, que destaca a história da cidade, às 12h, também no dia 25. Mais informações no site: https://museucatavento.org.br/ .

No Museu da Imigração, dia 23 de janeiro haverá oficina “Ponto a Ponto”, que vai ensinar ponto cruz para iniciantes. Essa atividade será às 15h, por meio da plataforma Zoom. A oficina tem limitação de público. Os interessados devem se inscrever no site do museu. Haverá ainda uma contação de histórias no jardim da instituição no dia 24 de janeiro, às 15h, que também poderá ser apreciada de casa por meio do Instagram do Museu da Imigração.

Já no dia do aniversário da cidade, 25 de janeiro, às 15h, o museu vai promover mais uma atividade presencial, chamada “Procura-se Olhar nos Olhos”, com a aplicação de lambe-lambes com o rosto de pessoas nos muros em frente ao museu. No mesmo dia, no Instagram, os artistas vão falar sobre esse trabalho. Mais informações no site: https://museudaimigracao.org.br/.

Nas Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos, a criançada também poderá conferir as contações de histórias temáticas para celebrar o aniversário da capital paulista, nos dias 23 e 24 de janeiro. As atividades presenciais têm vagas limitadas, preenchidas por ordem de chegada, e acontecem das 14h às 14h45.

Confira os detalhes: no dia 23 de janeiro, sábado, a BVL recebe Kelly Orasi para performance baseada em “Crônicas de São Paulo: um olhar indígena”, de Daniel Munduruku e, no dia seguinte, “Paula de São Paulo”, de Mariângela Bueno e Sofia Dreyfuss, será interpretada por Paula Dugaich.

Dia 24, domingo, a comemoração é na BSP com o Grupo Tricotando Palavras, que apresenta “Um passeio pela cidade de São Paulo”, de Iracema Cerdán Galves. Opções para aproveitar em família e comemorar de uma maneira diferente o aniversário desta cidade. Mais informações nos sites das respectivas unidades: https://bsp.org.br/ e https://bvl.org.br/.

No Memorial da Resistência de São Paulo, referência na preservação de memórias da resistência e da repressão, o público pode visitar o acervo do espaço, além das mostras “Canto Geral: a luta dos direitos humanos”, com gravuras de cerca de 30 artigos da “Declaração Universal dos Direitos Humanos” e ainda conferir a exposição “Orgulho e Resistência: LGBT na Ditadura”, uma parceria com o Museu da Diversidade Sexual, sob a curadoria de Renan Quinalha.

A exposição faz um recorte sobre as relações entre autoritarismo e diversidade sexual e de gênero, mas vai além de demonstrar a narrativa da repressão durante a Ditadura e se volta à série de ações de resistência que surgiram, neste período, em defesa da diversidade. A entrada é gratuita e a reserva de ingressos deve ser previamente realizada pelo site https://estacaopinacoteca.byinti.com/

Para celebrar o aniversário da cidade, o MIS-SP lançará no próprio dia 25 de janeiro um selo especial de John Lennon, em parceria com os Correios. O selo parte de uma imagem cedida pelo fotógrafo Bob Gruen, que íntegra a exposição “John Lennon em Nova York por Bob Gruen” em cartaz no MIS – e que estará aberta na data e com entrada gratuita. Mais informações no site: https://www.mis-sp.org.br/. A folha comemorativa de selos estará à venda na lojinha do MIS e nas agências dos Correios de todo o Brasil.

Casa das Rosas traz uma reflexão com Júlio Mendonça – coordenador do Centro de Referência Haroldo de Campos da Casa das Rosas -, com trechos de entrevista do poeta e seu cosmopolitismo conjugado ao fato de Haroldo ter residido toda sua vida no mesmo bairro da cidade de São Paulo. Acontece dia 25 de janeiro, das 19h às 21h, a atividade “De Perdizes às Galáxias – O cosmopolitismo de Haroldo de Campos”. Mais informações no site: https://www.casadasrosas.org.br/.