Após denúncias de desvio de conduta, Doria quer “retreinar” policiais militares de SP

Foto: Reprodução/Youtube

O governador João Doria, anunciou nesta segunda-feira (22), durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes, a implantação do Programa Retreinar, que pretende oferecer um novo treinamento para os policiais militares do estado de São Paulo.

A iniciativa surgiu após denúncias de desvio de conduta de alguns agentes de segurança. No último domingo (21), policiais agrediram suspeitos de um roubo em Carapicuíba, mesmo com os dois suspeitos já detidos, fato que gerou grande discussão sobre a forma de agir da corporração.

A proposta é iniciar o treinamento com majores, sargentos e coronéis no Quartel General da Polícia Militar, na Luz. Depois, na Academia Barro Branco.

O secretário-executivo da PM, coronel Álvaro Camilo, afirmou que muitos policiais estão incomodados com ações que utilizaram força excessiva cometidas por colegas de profissão.

“A ideia é (do Programa Retreinar) chegar daqui a 15, 20 dias na ponta da linha. Lembrar que é preciso proteger e tratar as pessoas como gostariam de ser tratados”.

Doria ressaltou que apenas 0,4% dos policiais agem em desacordo com as regras e considera a ação necessária para uma readequação dos procedimentos adotados por uma pequena parte dos profissionais da Polícia Militar, que são exceção, segundo o governador.