Até 07 de fevereiro, Guarulhos segue na fase laranja do Plano SP, veja regras

Foto: Michel Wakin/Guarulhos Online

Uma nova reclassificação do Plano São Paulo foi divulgada nesta sexta-feira (29) no Palácio dos Bandeirantes, zona sul da Capital. O centro de contingência da Covid-19, formado por médicos e autoridades políticas determinou que 82% da população do estado está na fase laranja.

Com as regras anunciadas há uma semana, todos as 645 cidades de São Paulo ficam na fase vermelha em dias úteis, das 20h às 6h, e em período integral aos finais de semana e feriados. As medidas vão vigorar até o dia 7 de fevereiro e até lá, nenhuma região poderá avançar de etapa.

Desta forma, Guarulhos segue na etapa laranja durante o dia e a noite na etapa vermelha. Somente serviços essenciais devem funcionar nesse na fase mais restritiva e na etapa laranja menos de 40% da capacidade de público pode ser recebida pelo comércio.

Fases em vigor

A fase vermelha só permite funcionamento normal de serviços como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Já comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema drive-thru e delivery.

Na etapa laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais podem funcionar por até oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% da capacidade e encerramento às 20h. O consumo local em bares está totalmente proibido.

A venda de bebidas alcoólicas no comércio varejista só pode ocorrer entre 6h e 20h. Somente a partir da fase verde, comercialização poderá voltar a ser feita sem restrições. Prefeituras que se recusarem a seguir as normas do Plano SP ficam sujeitas a sanções judiciais.

Dados da pandemia

Com os dados epidemiológicos semanais divulgados nesta sexta, a média estadual passou de 348,6 para 347,8 novos casos por 100 mil habitantes. A taxa de novas internações foi de 54,1 para 51,9 a cada 100 mil habitantes, e as mortes ficaram praticamente estáveis, em 7,2 por 100 mil habitantes.

A pressão sobre o sistema hospitalar teve ligeiro recuo, mas ainda é preocupante. A média estadual de ocupação de leitos de UTI por pacientes graves de Covid-19 caiu de 71,1% para 69,9%, com 19,5 vagas a cada 100 mil habitantes.

Neste mês, o Governo do Estado endureceu o parâmetro de ocupação de UTI de 80% para 75% para a fase vermelha, além de cancelar a realização de cirurgias eletivas. A Secretaria da Saúde também coordena a abertura de 750 novos leitos de UTI em todas as regiões do estado.