Dória decreta quarentena obrigatória a partir de próxima terça-feira (24)

1
0
Foto: Reprodução/Youtube

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, decretou, a partir de terça-feira (24), quarentena obrigatória por 15 dias — até o 7 de abril, mas, poderá ser renovada, estendida ou suspendida de acordo com os próximos desdobramentos da pandemia.

Hospitais, clinicas, farmácias e clinicas odontológicas (públicas e privadas), além de supermercados, hipermercados, padarias e açougues são estabelecimentos que estão autorizados a funcionar. Bares, cafés e restaurantes devem fechar as portas. O decreto permite que os serviços ainda trabalhem com o sistema de Delivery.

O governador garantiu que as forças de segurança vão continuar trabalhando normalmente. Assim como serviços de limpeza, manutenção e zeladoria devem continuar funcionando com resguardos e devidos cuidados. Ele afirmou ainda que a força policial poderá ser utilizada contra festas e eventos em comunidades para evitar a aglomeração de pessoas.

O Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, José Henrique Germann Ferreira definiu a covid-19 como uma doença que apesar de ter ficado conhecida como gripe, se mostra com características parecidas com uma pneumonia.

A resposta veio depois do questionamento de um repórter durante uma coletiva de imprensa neste sábado (21) quando perguntou sobre a fala do presidente Jair Bolsonaro que ontem (20) classificou a doença como “gripezinha”. Antes, o governador João Dória disse que recebeu a afirmação com “decepção e tristeza”.

Casos

Neste sábado, São Paulo completa o oitavo dia como espaço de circulação comunitária do coronavírus. E Secretaria de Estado da Saúde registrou 15 óbitos relacionados a COVID-19 neste sábado (21).

Todos ocorreram na cidade de São Paulo. Dos seis novos confirmados desde ontem, cinco foram em idosos, e apenas uma das mortes registradas até o momento ocorreu em um homem com menos de 60 anos, que já possuía comorbidades (tuberculose).

Cinco delas ocorreram em hospital privado e uma em unidade do SUS (Sistema Único de Saúde). As mortes correspondem a quatro mulheres (89, 76, 89, 73 anos) e dois homens (90 e 49 anos). O Estado também registra 459 casos confirmados.

*Atualização com dados da Secretaria de Saúde às 18h de 21/03

*Com informações do Portal Jovem Pan