Estado afirma que já fez 1,1 milhão de exames de Covid-19, mas não tem plano de testagem em massa

Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O Estado de São Paulo já realizou mais de 1,1 milhão de exames para diagnóstico do novo coronavírus. O balanço inédito foi apresentado na coletiva de imprensa desta quinta-feira (16), com o lançamento do Placar de Testes do Governo de SP. 

O levantamento totaliza 1.158.851 testes realizados até 30 de junho e mostra um aumento de 514% no volume de testagem, desde abril, com crescimento gradativo. 

“O teste é uma ferramenta fundamental para enfrentarmos a pandemia. Por meio dele, conseguimos identificar a pessoa infectada e auxiliar nas ações de vigilância”, pontuou o Secretário Executivo de Estado da Saúde, Eduardo Ribeiro Adriano.

Ainda sim, a capacidade de testagem em massa da população nunca foi considerada pelo governo, que à época da coordenação de Davi Uip à frente do Centro de Contingência, defendia que seria inviável pelo alto custo dos testes.

A testagem em massa é um dos mecanismos mais importantes para reduzir a velocidade de contágio do coronavírus. Mas a prioridade se restringe aos profissionais de saúde, segurança e de serviços públicos essenciais.

O Estado recomendou que as empresas testassem seus funcionários e colaboradores gradativamente, diante da retomada das atividades in loco. Os clubes de futebol tem testado jogadores e comissão técnica constantemente, condição imposta para a retomada dos jogos.

Entretanto, as unidades hospitalares públicas e até os centros de referência para Covid-19, possuem limitação de testes. Ou seja, mesmo com mais de 120 dias de quarentena e milhares de infectados, ainda não existe testagem em massa no Brasil.

Os exames do tipo RT-PCR ( Transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase) servem para confirmar se a pessoa está infectada, sendo indicado até o sétimo dia de sintomas gripais).

Já os testes rápidos permitem identificar se o paciente já foi contaminado no passado e passou a possuir anticorpos contra o coronavírus, com recomendação de uso após o oitavo dia de sintoma ou para pessoas assintomáticas. 

O Placar de Testes do Governo de SP será publicado e atualizado periodicamente na página oficial do SIMI-SP: https://www.saopaulo.sp.gov.br/planosp/simi/