Estado libera bares e restaurantes até 22h, mas pede cautela de grupos de risco para dia dos pais

Foto: Divulgação/ Governo do Estado de SP

Em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, nesta quarta-feira (05) o Comitê de Saúde do Governo do Estado de São Paulo liberou abertura de bares e restaurantes até às 22h. Mas a nova condição será para estabelecimentos nas regiões na fase amarela do Plano São Paulo.

Para permitir a ampliação das reaberturas até essa faixa de horário, as cidades devem estar há mais de duas semanas na etapa menos restritiva do plano. A regra passa a valer a partir da publicação do decreto em Diário Oficial que deve ser confirmado amanhã (06).

Entretanto, o governo enfatizou que os estabelecimentos devem continuar respeitando a abertura por 6 horas diárias. As regras impostas pelos prefeitos predominam sobre cada cidade e os estabelecimentos podem distribuir as horas de funcionamento como desejarem, respeitando o fechamento às 22h.

Os membros do Comitê afirmaram que de acordo com os números do estado, a reabertura do setor de bares e restaurantes não impactou na alta dos indicadores da doença. Ainda, segundo o comitê, São Paulo representa 25% da testagem de Covid-19 no Brasil.

Segundo João Doria (PSDB) o governo não vai hesitar se tiver que retroceder, mas esclareceu que as novas medidas devem ser cumpridas pelos proprietários de bares e restaurantes. E recomendou que grupo de risco continue em quarentena, também na comemoração do dia dos pais.

O governo informou ainda, que na sexta-feira (07) vai confirmar se mantém o calendário de volta às aulas estaduais para setembro ou se vai adiar a medida. Segundo Doria, o estado deve considerar as impressões de pais, alunos, educadores e servidores do setor na decisão.