Ex-governador de SP, Geraldo Alckmin é alvo da Lava Jato por três crimes

Foto: Reprodução/Fotos Públicas

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) foi indiciado pela operação Lava Jato nesta quinta-feira (16). Segundo a investigação ele é suspeito de três crimes: lavagem de dinheiro, caixa dois eleitoral e corrupção passiva.

O indiciamento aconteceu no inquérito do âmbito eleitoral por doações da empreiteira Odebrecht. O diretor da empreiteira disse ter repassado mais de R$ 10 milhões, via caixa 2, às campanhas de Alckmin.

O tucano foi governou São Paulo entre 2001 e 2006 e de 2011 a 2018. Ele passou a ser investigado em 2017. Em 2018 concorreu à Presidência mas, sofreu larga desvantagem. Segundo nota do partido, o PSDB tem plena confiança em Alckimin.