Guarulhos terá que manter taxa de leitos Covid-19 abaixo de 70% para nova flexibilização


Em coletiva nesta segunda-feira (27), o governo do estado anunciou novos critérios para o Plano São Paulo de retomada econômica diante do enfrentamento do coronavírus. A principal mudança é a o percentual de ocupação de leitos.

Para que as regiões avancem para a etapa verde a taxa deve estar entre 75% e 70%, além de permanecer por 28 dias consecutivos na atual etapa amarela. As regras começam a valer a partir da próxima sexta (31).

O governo chama o novo método de recalibragem, que visa garantir mais estabilidade na transição de fases. A etapa verde é a que condiciona mais flexibilizações e é menos restritiva.

Segundo o governo, com as novas margens de capacidade hospitalar e de evolução da pandemia, as regiões ficam menos sujeitas a alterações de fase no Plano São Paulo sem uma mudança relevante nesses indicadores.

Esta medida permite que os municípios liberem leitos de UTI reservados a pacientes graves com coronavírus para outras especialidades médicas que tiveram o atendimento adiado ao longo da pandemia.

Outra atualização é que os indicadores de variação exigirão confirmação e mortes por Covid-19 em números absolutos por 100 mil habitantes.

Os novos índices ainda serão aprovados pelos especialistas do Centro de Contingência de coronavírus nesta terça (28), mas devem ficar abaixo de entre 30 e 40 internações e de três e cinco mortes por 100 mil habitantes.