Guti troca a prestação de contas e usa live deste domingo (21) para mandar recado aos opositores

Foto: Divulgação

Aos domingos, Guarulhos não divulga dados do novo coronavírus na cidade. Os números de infectados, de óbitos e da taxa de ocupação de leitos só voltam a ser informados na segunda-feira e seguem assim até sábado.

Mas, a transmissão ao vivo nas redes sociais do prefeito Gustavo Henric Costa (PSD) neste domingo (21) foi claramente para mandar um recado aos opositores. Segundo Guti, ‘pessoas omissas que só aparecem em anos eleitorais, acham que tem a receita pronta’.

“Mas, só quem está na cadeira de decisão é que sabe o que nós temos que fazer. É muito fácil para quem está de longe, a gente tem que ter humildade, ninguém sabe enfrentar com maestria essa pandemia”, rebateu Guti.

O prefeito voltou a falar da alta dívida pública de Guarulhos, ele considera o triunfo do seu mandato arcá-la. Ele afirmou que a cidade não imaginava ter os gastos que teve que implementar na saúde, mas, assim o fez, para priorizar salvar o máximo de pessoas da Covid-19.

“Todo nosso esforço foi para garantir baixa a taxa de leitos e a recuperação econômica” afirmou o prefeito. Ele demostrou insatisfação e rebateu as críticas num tom mais próximo de discurso político que do perfil de prestação de contas adotado nas lives.

A discussão do adiamento, ou não das eleições ainda está em curso, entretanto os ataques entre os prefeitáveis deve se acirrar nos próximos meses. Entre uma aparição e outra, em meio ao enfrentamento da pandemia, deve sobrar espaço para elencar os feitos e desafiar os adversários.

Guarulhos deve participar da testagem de um medicamento que pode ser usado para a Covid-19. As informações são preliminares, mas segundo Guti a cidade está estreitando laços com o governo federal para adotar o protocolo que vai nortear o processo.

A proximidade com o governo Bolsonaro está atrelada a decisão de reabertura econômica antecipada. O prefeito foi à Brasília e esteve com o presidente, dias antes de publicar o decreto que instituiu a retomada na segunda maior cidade do estado de São Paulo.