Guti diz não ter previsão de quando restaurantes, academias e igrejas poderão reabrir

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Passou a vigorar nesta segunda-feira (06) o novo decreto municipal que revogou a flexibilização que deveria começar hoje na cidade. Guarulhos pretendia liberar a abertura de bares, restaurantes, academias e igrejas nesta semana.

Entretanto, uma liminar judicial impediu o município de avançar segundo seu próprio cronograma e determinou que Guarulhos siga as instruções do Governo do Estado. Segundo o Plano São Paulo, a região leste da Grande São Paulo está na etapa de alerta máximo.

O Prefeito subiu o tom durante sua live, segundo o chefe do executivo municipal, a Prefeitura irá recorrer até a última instância no Supremo Tribunal Federal. Ele apontou que não consegue prever o que pode ou não funcionar neste momento.

Mas, voltou a declarar que considera injusta a decisão do tucano João Doria (PSDB). “Nós vamos buscar uma reunião com o governador e nessa agenda, se possível levaremos entidades de classe para dialogar e expor nosso ponto de vista”, disse.

Gustavo Henric Costa tem se reunido frequentemente com empresários da cidade que cobram a retomada, assim como já aconteceu na capital paulista. Guti defende a reabertura econômica depois de mais de 100 dias desde o início da pandemia.