No dia dos avós cresce o alerta para depressão na terceira idade

Foto: Reprodução/Agência Brasil

A depressão é uma doença muito prevalente e cada vez mais frequente. Atinge pessoas de todas as idades, crianças, adultos e idosos. Houve um aumento em nossa expectativa de vida e é comum que os idosos morem sozinhos e passem a maior parte do seu tempo sós.

Por isso, os idosos são também atingidos por transtornos de humor, como a depressão e, precisamos estar atentos a isto.

As causas

Na terceira idade são variados os fatores que podem desencadear a depressão, entre fatores biológicos, psicológicos e sociais.

Desde vivenciar o luto da vida profissional, a diminuição das atividades físicas, a perda do companheiro, amigos e familiares, a solidão característica do momento de vida, o frequente afastamento dos filhos e familiares,  a proximidade da morte e o medo que ela traz.

A psiquiatra , psicoterapeuta e analista junguiana,  Dra. Aline Machado Oliveira explica: 

“O idoso deprimido poderá não se queixar de tristeza e perda de prazer na vida. E sim reclamar de dores físicas, dificuldade para dormir e se alimentar, poderá ficar mau humorado e isolar-se dos familiares”.

E são nestes pequenos sinais, que os cuidadores e pessoas que convivem com os idosos devem se ater.

Enfrentando a depressão em tempos de Covid-19

Neste período de isolamento social é muito importante que estejamos atentos uns aos outros, principalmente aos mais velhos. Os idosos têm mais dificuldade para entender o que está acontecendo. É comum se comportarem como crianças, muitas vezes são teimosos e não aceitam ser contrariados.

Não podemos deixá-los sozinhos neste momento de angústia e incerteza, no qual todos nós nos encontramos apreensivos pela epidemia da COVID-19.”- diz a Dra. Aline.

Dê atenção aos idosos da sua família, principalmente àqueles que moram sozinhos. Converse com eles diariamente, ofereça ajuda, ofereça companhia. Devemos proteger uns aos outros da COVID-19, mas não nos percamos para a depressão.”

O que fazer para prevenir a depressão nos idosos?

  • É fundamental manter-se ocupado nessa idade para manter a boa saúde mental e emocional;  
  • Reunir-se com amigos;
  • Fazer novas amizades;
  • Praticar exercícios segundo a orientação profissional;
  • Meditar, ler, aprender coisas novas e se beneficiar de qualquer atividade que estimule o cérebro e traga prazer em viver.

A internet facilita o relacionamento de amigos e familiares à distância, bem como novos aprendizados.

Para finalizar, a Dra. Aline Oliveira nos alerta: “Em caso de tristeza, angústia, ansiedade, insônia, pensamentos negativos, pessimismo, desejo de fugir ou morrer, isolacionismo, irritabilidade, falta ou excesso de apetite, dificuldade para dormir ou excesso de sono, não espere: procure ajuda profissional”.