PEVs são alternativa para descarte correto na cidade


Uma campeã de reclamação na cidade é zeladoria, não é difícil transitar por ruas, vielas e terrenos abandonados cheios lixo. Mas, o que muita gente não sabe é que na tentativa de amenizar o problema, a cidade dispões de 20 pontos de entrega voluntária de materiais de descarte, uma iniciativa da prefeitura para destinar corretamente entulho de pequenas obras, móveis usados e materiais recicláveis.

Até o meio do ano passado, 20 unidades do serviço receberam um total de 24,3 mil toneladas de materiais entregues voluntariamente pela população e que deixou de parar em locais incorretos de descarte como córregos e praças. Somente moradores da cidade podem descartar nos locais onde só é permitido destinar materiais separados por tipo com limite de 1 M²/ dia por munícipe, equivalente 55 latas de 18 litros, 12 carrinhos de mão ou 20 sacos de 50 litros.

O PEV não recebe resíduo úmido domiciliar como restos de comida, lixo de banheiro, lâmpadas fluorescentes, borra de lava rápido, pilhas e baterias e óleos lubrificantes. Esses materiais têm locais específicos para descarte, telhas e caixas d’água somente sem amianto. Móveis de madeira devem ser entregue desmontados, entulhos, poda, terra e gesso devem ser entregues ensacados, cada munícipe pode entregar até 5 pneus. Carros não podem entrar para despejar o material que deve ser descarregado pelo munícipe junto com os funcionários do PEV.

Foto: Guarulhos Online

José Caetano Salve Filho, funcionário da prefeitura há 22 anos, há um ano é responsável pela unidade Gopoúva do PEV, ele relatou sua rotina de separação dos materiais enquanto caçambas entravam e saíam do local. “Todo material recebido aqui têm destino certo “A madeira é moída e reutilizada pela indústria, assim como gesso e isopor, os PEVS recebem também material eletrônico e reciclagem que vai para as cooperativas”. Ainda de acordo com Caetano, o entulho é moído e se torna cascalho para uso da Proguaru.

O comerciante Welton Saito, 53 foi até o local para descartar as embalagens da troca de móveis que fez em sua residência, ele afirmou a equipe do Guarulhos Online que mesmo sendo trabalhoso separar um tempo e ir até o local considera ser melhor do que jogar os materiais em pontos viciados, “Pensar no amanhã e não sujar os bairros que já estão tão degradados deveria ser tarefa de todo cidadão, a prefeitura tem que propagar a educação das pessoas para o descarte correto” afirma Saito.

Foto: Guarulhos Online

As fortes chuvas de verão e o descarte de lixo em locais impróprios são a equação perfeita para alagamentos e proliferação de roedores e insetos causadores de doenças e inclusive de focos do Aedes Aegypti. A lista completa dos locais e detalhes sobre os PEV’s estão no site da prefeitura: https://www.guarulhos.sp.gov.br/pontos-de-entrega-voluntaria-pev