PIX cobrança é adiado para 14 de maio; veja novas regras para usar

Foto: Divulgação

A modalidade funciona de forma semelhante a um boleto, permitindo gerar pagamentos com vencimento

O Pix Cobranças é um recurso que será adicionado ao já conhecido Pix permitindo que empresas em geral e também microempreendedores possam gerar QR codes para pagamento em data futura, semelhante ao que acontece atualmente com os boletos. 

Atualmente o código QR Code do Pix é gerado apenas para pagamentos imediatos. Com a nova funcionalidade, empresas passarão a contar com uma nova possibilidade para efetuar cobranças. 

“Vale destacar que, segundo informou o Banco Central, as transações através do Pix Cobranças serão registradas em até dez segundos e com isenção de custos para pessoas físicas”, explica João Esposito, CEO da accountech Express CTB.

De acordo com Esposito, a novidade é muito esperada por empresas e também por consumidores, uma vez que permitirá a compensação instantânea de pagamentos, diferentemente do que acontece atualmente com os boletos, que podem levar até três dias úteis para compensação.

Os especialistas da Express CTB listaram os principais benefícios do Pix Cobranças para empresas e consumidores:

  • Compensação e recebimento instantâneo dos pagamentos realizados;
  • Oferta de uma nova forma de pagamento aos clientes;
  • Melhoria no fluxo de caixa das empresas e na previsibilidade de receitas;
  • Funcionalidade de baixo custo;
  • Redução de custos operacionais para empresas;
  • Otimização do processo de vendas;
  • Digitalização do dinheiro e redução de riscos.

“Com esses benefícios, a expectativa do Banco Central é para um grande sucesso do Pix Cobranças”, diz Lisiane Queiroga, coordenadora fiscal da Express CTB.

Quais são as principais diferenças entre o Pix Cobranças e os boletos bancários?

Lançado no dia 16 de novembro de 2020, o Pix já faz muito sucesso entre os brasileiros. A nova solução de pagamento desenvolvida pelo Banco Central em conjunto com bancos e outras instituições financeiras já conta com mais de 133 milhões de chaves cadastradas.

Como alternativa ao TED e ao DOC, o Pix tem sido de grande ajuda, uma vez que não possui limites de horário, funciona em qualquer dia da semana, inclusive aos domingos e feriados, e ainda conta com compensação instantânea na conta de destino.

“As transações via Pix são simplificadas, ou seja, não necessitam de dados bancários e informações completas do destinatário, basta um QR Code válido ou então uma das chaves, que podem ser o CPF, e-mail, número de celular, ou uma chave aleatória gerada pela própria ferramenta”, esclarece Lisiane. 

Através de QR Code ou por meio das chaves, as transações via Pix podem ser facilmente realizadas, via internet banking ou smartphone. No entanto, apesar de abrir vantagem em relação às demais modalidades de transferência, o Pix ainda perde espaço para os boletos bancários, uma vez que ainda não é possível gerar QR Codes com vencimento em data futura.

Sendo assim, é possível destacar as seguintes diferenças entre o Pix Cobranças que prometem colocar a nova ferramenta à frente dos boletos bancários:

  • Sem limite de horário para pagamento;
  • Pagamentos em qualquer dia da semana;
  • Compensação e geração instantânea;
  • Não depende de registro;
  • Redução de custos;
  • Pagamento facilitado.