Programa Vale Gás deve contemplar famílias baixa renda de Guarulhos

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Anunciado pelo Governo do Estado de SP, o benefício prevê três parcelas para compra de gás de cozinha; nesta semana, o produto teve aumento de 5,9% nas distribuidoras

O Governo de São Paulo anunciou, nesta quinta-feira (17), o lançamento do Vale Gás, novo programa de proteção social que visa garantir transferência de renda para a compra de botijão de gás de cozinha (GLP 13kg) a 104.340 famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, que moram em comunidades carentes e favelas.

O programa gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social receberá investimento superior a R$ 31,3 milhões, alcançando um total de 82 municípios. Segundo o governo, a iniciativa vai beneficiar cerca de 500 mil pessoas em situação de alta vulnerabilidade no Estado de São Paulo.

O Vale Gás promete pagar três parcelas bimestrais do benefício, no valor de R$ 100,00 cada, a serem repassadas entre os meses de julho e dezembro de 2021. O pagamento da primeira parcela do benefício está previsto para o dia 20 de julho.

Terão acesso ao programa as famílias inscritas no CadÚnico (sem Bolsa Família) e com renda mensal per capita de até R$ 178,00. Para saber se poderá ser inserido no programa, o cidadão deve entrar no site oficial do Vale Gás e consultar a elegibilidade ao benefício. Para ter acesso às informações, basta digitar o número do Número de Inscrição Social (NIS).

Alta no preço do gás de cozinha

Nessa última segunda-feira (14), o gás de cozinha sofreu um aumento de 5,9% nas distribuidoras. Com isso, o novo preço é de R$ 3,40 por kg. Segundo a Petrobras, o aumento segue o equilíbrio com o mercado internacional e acompanha as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo.

Antes mesmo do reajuste, o preço médio do botijão de 13 kg subiu de R$ 85,27 para R$ 85,63 para o consumidor, na semana de 06 a 12 de junho, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na região Centro-Oeste, o valor máximo de comercialização chegou ao patamar de R$ 125,00.

Confira os 82 municípios participantes do programa Vale Gás


Americana, Amparo, Atibaia, Bananal, Barueri, Bauru, Bertioga, Biritiba-Mirim, Botucatu, Caçapava, Caieiras, Cajamar, Campinas,Campo Limpo Paulista, Campos do Jordão, Capivari, Caraquatatuba, Carapicuíba, Cordeirópolis, Cotia, Cruzeiro, Cubatão, Diadema, Embu das Artes, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guaratinguetá, Guarujá, Guarulhos, Hortolândia, Ibirarema, Ibiúna, Ilhabela, Itapecerica da Serram, Itapevi, Itaquaquecetuba, Itirapina, Itu, Jacareí, Jandira, Jundiaí, Lorena, Mairinque, Mairiporã, Marília, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Pederneiras, Peruíbe, Piracicaba, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Praia Grande, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rio Claro, Rio Grande da Serra, Salto, Santa Cruz do Rio Pardo, Santana de Parnaíba, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São José dos Campos, São Paulo, São Pedro, São Roque, São Sebastião, São Vicente, Sorocaba, Sumaré, Suzano, Tabatinga, Taboão da Serra, Tatuí, Tremembé, Ubatuba, Várzea Paulista, Votorantim.

Vale Gás integra o Bolsa do Povo

O Vale Gás é um dos benefícios englobados pelo Bolsa do Povo. Lançado em maio deste ano, a iniciativa tem o objetivo de concentrar a gestão de benefícios, ações e projetos para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Somente para 2021, estão previstos R$ 1 bilhão em recursos para o Bolsa do Povo.

*Com informações do G1 e CNN Brasil