Morre aos 43 anos o ator Chadwick Boseman, o “Pantera Negra”

Foto: Reprodução

Morreu na noite desta sexta-feira (28) o ator Chadwick Boseman, conhecido como o herói Pantera Negra nos filmes da Marvel. Ele havia sido diagnosticado com um câncer de cólon em 2016. A morte foi divulgada pelo perfil oficial do ator nas redes sociais.

Segundo o comunicado, Chadwick morreu em casa, ao lado de sua esposa e família. Eles ressaltaram ainda que durante os últimos quatro anos, o ator passou por inúmeras cirurgias e sessões de quimioterapia entre filmagens de filmes como Pantera Negra (2018) e Destacamento Blood (2020).

Como o Pantera Negra da Marvel, Chadwick estrelou os filmes Capitão América: Guerra Civil (2016), o próprio Pantera Negra (2018), Vingadores: Guerra Infinita (2018) e Vingadores: Ultimato (2019). Ele estava escalado, ainda, para uma sequência de Pantera Negra e a série What If, que teve as filmagens interrompidas por conta da pandemia. 

O filme de Pantera Negra foi um marco para o cinema, sendo o primeiro longa-metragem solo de um herói negro da Marvel. Com a maior parte do elenco composta por atores negros, assim como por trás das câmeras, a produção de Ryan Coogler foi reconhecido até pela Academia, com seis indicações ao Oscar, incluindo a de melhor filme (a obra levou metade das estatuetas: trilha sonora original, figurino e direção de arte).

A história, ambientada em Wakanda, uma próspera e tecnológica nação africana, também fez sucesso com o público, com uma bilheteria de US$ 1,346 bilhão. É a quinta maior bilheteria da Marvel nos cinemas, atrás apenas dos filmes dos Vingadores, que unem inúmeros heróis do universo cinematográfico.

Na noite desta sexta-feira, a hashtag “#WakandaForever” entrou nos assuntos mais comentados do Twitter, relembrando o bordão do filme, com inúmeras homenagens ao astro.

Antes de interpretar o Pantera Negra, em 2013 Chadwick estrelou o longa 42: A História de uma Lenda, sobre Jackie Robinson, o primeiro jogador afro-americano da Major League Baseball dos Estados Unidos. No ano seguinte, foi a vez dele dar vida na tela a James Brown na cinebiografia Get on Up: A História de James Brown (2014), de Tate Taylor.

Recentemente, ele foi um dos protagonistas de Destacamento Blood (2020), de Spike Lee, lançado pela Netflix. Na trama, ele interpreta Stormin’ Norman, um soldado norte-americano que morre durante a Guerra do Vietnã.

*Com informações Folhapress