Copa América registra 140 casos de Covid-19, diz Conmebol

Foto: Conmebol

Os casos foram identificados entre atletas, membros de delegação, árbitros, operários e terceirizados envolvidos na competição

A Copa América registrou, até segunda-feira (21), 140 infectados pela Covid-19, entre atletas, membros de delegação, árbitros, operários e terceirizados envolvidos na competição. O dado foi divulgado pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Segundo a confederação, foram realizados 15.235 testes do tipo PCR, para detecção do novo coronavírus, desde o início da competição, que começou em 13 de junho. Os números são organizados pelo Ministério da Saúde e a Comissão Médica da Conmebol.

A entidade ressaltou que o número de testes positivos representa 0,9% do total. Mesmo com os casos confirmados, a Conmebol afirmou que os protocolos sanitários adotados “provaram ser altamente eficazes”.

A edição da Copa América deste ano está sendo sediada no Brasil após ser recusada na Colômbia e na Argentina por causa da pandemia de coronavírus. Um acordo entre a Conmebol e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), intermediado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), trouxe o torneio para o solo brasileiro.

Marcelo Queiroga

No dia 08 de junho, Queiroga afirmou na Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia que a Copa América não representa riscos adicionais à população e que, do ponto de vista epidemiológico, não há justificativa para o torneio não ser realizado no Brasil, posicionamento que recebeu críticas de senadores.

“É correr risco sanitário desnecessário. Vem gente de fora que pode trazer outras cepas. O Ministério da Saúde não teve o poder de aprovar ou vetar”, criticou o senador Humberto Costa (PT-PE). 

*Com informações da Agência Brasil