Doria diz que SP terá fábrica para produção de vacina contra coronavírus

Foto: Divulgação/Governo de SP

O governador João Doria (PSDB), anunciou hoje (29), em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que São Paulo terá uma fábrica para produção de vacina contra o novo coronavírus. O investimento para o projeto será de R$ 130 milhões.

A iniciativa privada já doou R$ 96 milhões para que o Instituto Butantan, responsável pela terceira fase dos testes em parceria com a China, seja capaz de dobrar a capacidade da produção. De acordo com Doria, a ideia é elevar o número de 60 milhões para 120 milhões.

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, está otimista em relação ao prazo de produção da vacina no Brasil.

“É possível que tenhamos, no início do próximo ano, a vacina. Se aprovada nos testes, serão 60 milhões de doses em outubro e 60 milhões no primeiro trimestre de 2021”, afirmou.

Covas também comentou sobre a importância do investimento privado para acelerar o processo de produção.

“Precisamos desse dinheiro da iniciativa privada para permitir contratações mais rápidas para dar agilidade ao processo”

A coronavac é uma vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceira com o laborátio chinês Sinovac.