Doria tem bens bloqueados pela justiça de SP por autopromoção com programa ‘Asfalto Novo’

Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Durante este período de campanha eleitoral para candidaturas municipais, a justiça de São Paulo determinou um bloqueio de quase R$ 30 milhões de reais do ex-prefeito e atual governador do estado, João Doria (PSDB) nesta terça-feira (20).

O processo se trata de suspeita de improbidade administrativa à época em que o tucano foi prefeito da cidade de São Paulo. Doria foi acusado pelo Ministério Público em 2018 devido a suposta propaganda irregular feita do programa “Asfalto Novo”.

O programa tinha o objetivo de investir e cerca de R$ 350 milhões para o recapeamento de vias em vários regiões da capital. Mas, o MP defende que o governador usou o programa para promoção pessoal, e entende que é necessário separar o homem público da figura pessoal.

A defesa alega que irá recorrer conforme nota: “A defesa de João Doria não concorda com os motivos e fundamentos invocados pelo magistrado para decretar a indisponibilidade dos seus bens, especialmente porque Doria jamais dilapidaria o seu patrimônio para evadir-se das suas responsabilidades”. 

O governador se manifestou à respeito por meio das redes sociais: