Feirão AutoShow retorna no Expo Center Norte

Foto: Reprodução

O evento retorna com ocupação máxima de 60% da capacidade do local e adoção dos protocolos de distanciamento.

Após sete meses de suspensão como medida preventiva contra a disseminação da Covid-19, o tradicional Feirão AutoShow está de volta a São Paulo. O evento de carros usados que é realizado na capital paulista desde 1972 retorna à zona norte, desta vez no Expo Center Norte.

Realizado todo domingo, das 7h às 13h, o evento deve reunir cerca de 2.000 veículos por semana em um espaço que reúne compradores e vendedores de veículos em um momento que o mercado está bem aquecido.

“O setor de carros usados está muito aquecido nesta retomada. Somos um dos eventos mais tradicionais da cidade e o primeiro a retomar suas atividades entre eventos que agora são retomados gradativamente.”, diz Dudu Natrielli, CEO do AutoShow.

Para esta retomada o Feirão AutoShow teve que se adaptar aos protocolos vigentes. No estacionamento do Expo Center Norte, os veículos ocuparão as vagas de maneira alternada, haverá pontos de higienização com dispensadores de álcool em gel, medição de temperatura nos portões de acesso, além da exigência do uso obrigatório de máscara.

O AutoShow agora passa a ocupar o estacionamento do Expo Center Norte, um dos mais tradicionais centros de compra e feira de negócios do país, com suporte e infraestrutura para os visitantes. Outra vantagem é que os clientes terão à disposição serviços como área de alimentação com food trucks, bem como estacionamento e os serviços dentro da feira como financiamento.

Movimento econômico

Antes da pandemia, o Feirão AutoShow movimentava cerca de R$ 50 milhões na transação de veículos usados por semana, reunindo cerca de 3.500 veículos de particulares e revendedores, em um evento que é ponto de referência na cidade. Na retomada, o atendimento no Feirão será reorganizado com a ocupação máxima de 60% da capacidade do local e adoção dos protocolos de distanciamento.

“O mercado de carros usados está em alta, como mostram dados da Fenabrave onde todo mês cerca de 1,06 milhões de veículos são comercializados no país, tendo São Paulo como grande centro dessa movimentação e uma alta que vem seguindo 10% a cada mês desde a retomada gradual das atividades. O mercado está aquecido, comprador, e a volta do Feirão é uma resposta a esta demanda.”, explica Natrielli.