Gestantes e Puérperas começam a ser vacinadas contra Covid-19

Foto: Antonio Scarpinetti - Néder Piagentini/Divulgação- Caism

As doses da Pfizer são destinadas à mulheres sem comorbidades

O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (04) o início da vacinação de cerca de 400 mil gestantes e puérperas que residem no Estado e não possuem comorbidades. A partir da próxima semana as doses vão começar a ser aplicadas, mas dependem da distribuição de doses aos municípios.

Está programado para quinta-feira (10) a chegada de doses aos municípios do estado de São Paulo, de maneira a planejar e organizar a vacinação com a vacina correta. A vacina do Butantan, Coronavac também deve ser usada para imunização deste grupo.

A partir da segunda (07), a imunização começa já em São Paulo, Campinas e São Bernardo do Campo. O Ministério da Saúde entregou cerca de 150 mil doses desse imunizante ao Governo de São Paulo.

As grávidas em qualquer período gestacional deverão apresentar relatório ou laudo médico com indicação do profissional para tomar a vacina. As puérperas podem apresentar certidão de nascimento da criança.

O uso do imunizante da Fiocruz/Astrazeneca para grávidas e puérperas está suspenso desde maio por orientação do Ministério da Saúde e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).