26 C
Guarulhos
sex, 21 jan 2022
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SP ultrapassa 5 milhões de doses adicionais aplicadas contra Covid-19

- PUBLICIDADE -

Mais de 94,1% dos adultos já estão com esquema vacinal completo e 76,5% de toda a população

São Paulo ultrapassou nesta sexta-feira (03) a marca de 5 milhões de doses adicionais de vacina contra COVID-19 aplicadas no estado. Ontem, SP anunciou a redução de 5 para 4 meses no intervalo da dose adicional da vacina de Covid-19 no estado de São Paulo. A medida foi uma recomendação do Comitê Científico do Coronavírus do Estado de São Paulo diante do atual cenário epidemiológico da doença no mundo e a proximidade das festividades de final de ano.

Até as 15h desta sexta-feira (03), o Vacinômetro registrava 78.519.787 doses aplicadas em toda a campanha. Entre o total absoluto de vacinas aplicadas até o momento, 38.063.667 milhões são referentes à primeira dose, 34.278.146 milhões de segunda, 1.175.855 milhão de dose única e 5.002.119 dose adicional.

Considerando somente os adultos, temos 94,14% da população com esquema vacinal completo. Quando considerado toda a população, são 84,7% que recebeu uma dose e 76,58% com esquema concluído.

São Paulo é o Estado que mais vacina no Brasil, em números absolutos, e segue avançando com o calendário com celeridade à medida que as remessas são entregues pelo Ministério da Saúde, contando com uma logística ágil e organizada para distribuição às 645 cidades.

“O estado avança na vacinação da dose adicional, medida bastante importante antes das festas de final de ano. Reduzimos o intervalo da vacinação e esperamos ampliar ainda mais os números de SP”, destaca a coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula.

Segunda dose

O Governo de SP está convocando as 3,8 milhões de pessoas que ainda não compareceram para tomar a segunda dose da vacina de Covid-19 para que busquem os postos para se imunizar.

Para completar o esquema vacinal contra COVID-19, são necessárias duas doses tanto da vacina do Butantan (intervalo de 28 dias) quanto da Fiocruz e Pfizer (12 semanas). Caso o prazo seja ultrapassado, é fundamental que o cidadão procure um posto assim que possível para orientações e para completar a imunização.

Para os que tomaram o imunizante de dose única da Janssen, poderá receber a dose adicional do mesmo imunizante com intervalo a partir de 2 meses. No entanto, na ausência da vacina da Janssen, que é o que acontece com estado de São Paulo já que o Ministério não disponibilizou doses adicionais deste imunizante, é possível ser administrada uma dose adicional da Pfizer (vacina de RNA mensageiro).

VEJA TAMBÉM

BOLETIM COVID GUARULHOS

REDES SOCIAIS

30,908FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,157SeguidoresSeguir
2,800InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS