Câmara Municipal abre sindicância para apurar falhas com internet da nova sede na Av. Guarulhos

Foto: Michel Wakin/Guarulhos Online

A sessão desta quarta-feira (01) foi impedida de ocorrer por falta de rede, segundo a Casa, no entanto, a data foi marcada por protestos de funcionários da Proguaru

O presidente da Câmara de Guarulhos, Fausto Miguel Martello (PDT) autorizou a abertura de uma sindicância para apurar problemas no sinal de internet da Casa. A interrupção no serviço inviabilizou a transmissão da 46ª Sessão Extraordinária nesta quarta-feira (01).

Além solicitação de abertura da sindicância que partiu do gestor de planejamento estratégico da administração, Sérgio Luiz Deboni, conforme comunicou o Legislativo, será feito um diagnóstico técnico de toda a rede e de seus componentes. 

Martello autorizou a contratação de uma empresa especializada, com prazo máximo de até 60 dias improrrogáveis para dar um diagnóstico sobre a situação da rede. De acordo com o gestor, a mudança para o novo prédio trouxe também, instabilidade do sistema de rede de internet.

No entanto, desde a mudança as sessões estavam ocorrendo com transmissão no Facebook e Youtube, inclusive reuniões das comissões. O Guarulhos Online esteve na nova sede da Câmara mais de uma vez, e verificou a má conexão de internet via dados, sobretudo no plenário.

As queixas sobre o serviço de conexão de internet já foram apontadas por fontes da reportagem, mas ocorre que a iniciativa de averiguar só foi levantada neste 1º dia de retorno das sessões presenciais, dia marcado por pressão de funcionários da Proguaru.

Com mais de 900 mil pessoas vacinadas com pelo menos uma dose na cidade, os vereadores terão a chance de votar presencialmente o relatório da Proguaru no plenário. A data prevista para inserção na pauta da ordem do dia é 10 de setembro.