Com PPP da Educação prefeitura diz que ampliará oferta de vagas em creches em 5 anos

Foto: Marcela Vasconcelos/Guarulhos Online

A Câmara Municipal aprovou na última quinta-feira (18) o projeto de lei 2.718/2020, proposto pelo Executivo, autorizando uma parceria público-privada (PPP) para investimentos na rede municipal de ensino e Centros Unificados de Educação (CEUs).

A Prefeitura de Guarulhos diz que a PPP prevê economia anual de R$ 74 milhões e o valor deverá ser destinado à ações de melhoria na qualidade do ensino municipal. Conforme defende Guti (PSD) a medida vai facilitar a construção de novas escolas e CEUs. 

A gestão do prefeito acredita que possibilitará com a medida construir 25 escolas e cinco CEUs em cinco anos. E promete a reforma e ampliação das 150 escolas da municipais existentes considerando a prestação de serviços de limpeza, segurança e manutenção das unidades.

No modelo de PPP definido pela Prefeitura, os recursos serão antecipados por empresas privadas e os pagamentos desses valores serão diluídos ao longo do contrato com duração de 20 anos. Com 26 votos à favor e 7 contra o projeto foi encaminhado para sanção do prefeito.

Entre os votos contrários, a vereadora Janete Pietá (PT) publicou em uma rede social que espera que a educação que seja libertadora, criativa, responsável. De acordo com ela, o Estado deve estar voltado para a maioria e não para interesses empresariais.

Já o vereador Edmilson Souza (PSOL) afirmou receber com indignação a informação de que os votos contrários serem favoráveis as filas em creches. “Para diminuir fila na creche é preciso construção de mais creches, contratação de mais trabalhadores e prioridade política. Esse projeto não cita nada sobre isso,” publicou também em redes sociais.