Janete Pietá (PT) é retirada da lista de personalidades negras da Fundação Palmares

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A vereadora Janete Pietá (PT) foi retirada da lista de personalidades negras da Fundação Palmeiras na tarde desta quinta-feira (15). A informação foi publicada pelo presidente da entidade Sérgio Camargo no Twitter.

Segundo a publicação, Janete “não deu nenhuma contribuição para a cultura”. Ainda de acordo com Camargo a missão da instituição não é homenagear políticos.

Aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Camargo também afirmou que Marina Silva (Rede), o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL) e a cantora Preta Gil declaram-se pretos “por conveniência”. Eles também foram retirados da mesma lista.

Indagada, a vereadora de 73 anos de idade, Janete Pietá (PT) que tenta reeleição, relembrou por telefone a época em que foi deputada federal entre 2007 e 2014. “Esse senhor é um capitão do mato e isso não me assusta, ele tirou outras personalidades da mesma lista, mas não é um mero Twitter que será capaz de apagar meu legado”, afirmou.

“Sérgio Camargo apesar de negro não tem dimensão do papel importante da cultura imaterial do país e jamais terá da dimensão de ser uma parlamentar negra que valoriza nossa cultura”, apontou. Em entrevista ao GO, Janete disse que a notícia não a surpreendeu.

De acordo com a vereadora, ela foi uma das parlamentares responsáveis pelo estatuto da igualdade racial por meio do Núcleo de Parlamentares Negros (NUPAN).“Camargo, não representa a negritude, pois cumpre um papel de destruição e não contribuição dos negros, desconhece as pautas negras, as desvaloriza porque sua alma não é negra”, finaliza.

*Atualizada em 15/10 às 19h57