15.7 C
Guarulhos
qui, 09 dez 2021
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

“Mais de 800 pessoas estavam na rua hoje” diz liderança de movimento de moradia sobre ato em Guarulhos

- PUBLICIDADE -

O grupo espera ser recebido pelo Prefeito Guti (PSD) e promete fazer acampamento em frente ao Paço Municipal nos próximos dias

Um grupo de manifestantes ligados ao movimento de moradia em Guarulhos percorreu algumas vias da cidade nesta terça-feira (26). Depois da concentração na Praça VI Centenário, o protesto seguiu até a porta do Fórum de Guarulhos.

De acordo com a liderança do movimento Unidos por Moradia (UNIMOS) o judiciário vai receber as reivindicações que cobram a suspensão de ordens de despejo. Segundo os envolvidos, ao menos três ocupações estão com processo de reintegração de posse.

Em seguida da caminhada, o grupo seguiu até a sede da Prefeitura no Paço Municipal para tentar ser recebidos pelo Prefeito Guti (PSD). No entanto, nenhum dos membros do governo deu brecha para receber e dialogar com as lideranças de moradia.

Na última sexta-feira (26) a reinvindicação foi levada ao Secretário de Habitação, João Dárcio, mas conforme os movimentos, não há um plano municipal para moradia. Por meio de nota, a administração municipal disse que a pasta atua no sentido de regularizar áreas e que as reintegrações de posse são tratadas no âmbito judicial. 

O Guarulhos Online apurou que hoje na cidade existem ao menos, sete ocupações que se dividem entre o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e uma ramificação desse grupo, chamado de UNIMOS, mas ambos ligados entre si.

As ocupações de dividem entre áreas públicas e particulares em regiões espalhadas da cidade como São João, Pimentas, Ponte Alta, Bananal e Tranquilidade. O movimento e suas respectivas lideranças informaram que seguirão tentando se reunir com o governo para tratar do tema.

VEJA TAMBÉM

BOLETIM COVID GUARULHOS

REDES SOCIAIS

28,959FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,135SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS