Ministério Público vai investigar fura-fila de vacinação em Guarulhos

Foto: Reprodução/TV Globo

A denúncia trata de uma suposta imunização antecipada de servidores públicos

O Ministério Público Federal deve investigar um suposto fura-fila no cronograma de vacinação contra a Covid-19 em Guarulhos. A denúncia foi feita pelo Deputado Alencar Santana (PT) que solicitou, antes do envio ao MP, dados da vacinação à Prefeitura de Guarulhos.

A reportagem veiculada pela TV Globo nesta terça-feira (27) evidenciou a queixa a respeito da diferença entre a quantia de doses enviadas e as que foram aplicadas. A matéria trata ainda, da aparente imunização dos 20.029 servidores públicos em fevereiro, quando o critério de imunização era por idade.

O sindicato dos servidores públicos (STAP) afirmou que cerca de 12 mil servidores foram vacinados. A Prefeitura, porém afirma que à época, imunizou 5.377 servidores municipais e que o número de 20.029 corresponde aos profissionais de saúde que atuam na cidade.

A Prefeitura afirmou ao SP2 que, houve um equívoco de quem redigiu as informações sobre a vacinação e atribuiu a diferença a um erro de digitação. As demais doses porém, teriam sido destinadas aos demais funcionários de hospitais estaduais e organizações sociais que prestam serviço à Prefeitura.