20.1 C
Guarulhos
seg, 29 nov 2021
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Uso de máscara deixa de ser obrigatório em áreas livres a partir de 11 de dezembro

- PUBLICIDADE -

Governador João Doria anunciou a novidade nesta quarta-feira (24); item seguirá sendo exigido em áreas fechadas

O governo de São Paulo decidiu liberar a obrigatoriedade do uso da máscara em ambientes externos em todo o Estado, a partir do dia 11 dezembro. A obrigatoriedade continua a valer para locais fechados e no transporte público em geral.

A medida, anunciada pelo governador João Doria (PSDB) em coletiva de imprensa no início da tarde desta quarta-feira (24), foi aprovada pelo Comitê Científico, grupo de especialistas que avalia as medidas de segurança relacionadas à Covid-19 em SP.

“Ao ultrapassar os 75% da população totalmente imunizada, o Governo de SP vai retirar a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre a partir do dia 11 de dezembro”, destacou Doria. “Tomamos esta medida baseados em evidências científicas, que demonstram queda superior a 90% de internações em relação ao pico da pandemia, e a aceleração da vacinação no Estado que mais vacina no Brasil”, completou.

Segundo a coordenadora do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula, 74,5% dos paulistas já completaram o esquema vacinal, e considerando-se apenas os cidadão maiores de idade, a partir de 18 anos, o índice aumenta para 92,89%.

São Paulo aida irá promover uma ação de reforço vacinal para intensificar a aplicação da segunda dose e da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 na população faltosa. A iniciativa vai ocorrer entre os dias 1 e 10 de dezembro nos 645 municípios do estado.

“São Paulo vai promover uma ação de reforço vacinal de 10 dias, juntamente com as Prefeituras e com as Secretarias de Saúde dos municípios, incentivando a população faltosa, ou seja, aqueles que não tomaram a segunda dose e os que precisam receber a dose de reforço, para que possam fazê-lo especialmente neste período”, afirmou Doria.

No estado de São Paulo, 4,3 milhões de pessoas ainda precisam tomar a segunda dose do imunizante. No total, 201 mil idosos acima de 60 anos devem procurar as unidades básicas de saúde para completar seu esquema vacinal. Entre 50 e 59 anos, são 267 mil pessoas; entre 40 e 49 anos, 438 mil faltosos e entre 30 e 39 anos, o número é de 707 mil pessoas.

Na faixa etária entre 20 e 29 anos, 1,4 milhão de pessoas ainda precisam tomar a segunda dose da vacina e entre os adolescentes, de 12 a 19 anos, o número chega a 1,3 milhão de faltosos.

O novo decreto que tratará da flexibilização do uso de máscaras deve ser editado e publicado no Diário Oficial do Estado nas próximas semanas.

VEJA TAMBÉM

BOLETIM COVID GUARULHOS

REDES SOCIAIS

28,959FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,127SeguidoresSeguir
2,770InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS