Pró-Sangue opera com 50% da capacidade e pede auxilio da população

Foto: Reprodução/ Hemoba

A Instituição sugere que a doação seja feita antes de receber as doses da vacina

O Governo do Estado de São Paulo iniciou a campanha de imunização contra o coronavírus e assim como toda vacinação, existe um tempo de inaptidão para quem quiser doar sangue. No caso da Coronavac, quem se vacinar deve aguardar 48 horas para doar sangue, por ser uma vacina de vírus inativado. 

Assim, a pró-sangue pede que a população doe sangue antes de se vacinar. Para isso, basta fazer o agendamento através do site da Pró-Sangue, no qual é possível escolher o local, dia e horário mais conveniente.  

Nesse momento, os estoques da instituição estão operando com 50% da capacidade. Com a saída de inúmeras pessoas da cidade no período das férias de verão, houve diminuição do número de doadores e, consequentemente, do nível das reservas.  

Todos os dias os hospitais e clínicas precisam de sangue para cirurgias e procedimentos terapêuticos. Por exemplo, a Pró-Sangue abastece mais de 100 instituições de saúde da rede pública da região metropolitana do Estado de São Paulo.  

Para dar conta dessa demanda transfusional, é necessário que haja coleta de cerca de 10 mil bolsas de sangue por mês. 

Os sangues O-, O+, B- e A- estão em estado de emergência, o tipo AB- esta crítico, ao passo que o sangue A+ e B+ estão em alerta. 

Podem doar maiores de 16 anos, desde que acompanhados por um responsável, e pessoas de 18 a 60 anos que tenham mais de 50 quilos e sejam saudáveis.

Guarulhos

Os hemocentros da cidade recebem doações da população. Todos podem colaborar para aumentar os estoques dos bancos de sangue, basta ligar para um dos três centros da cidade de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, para agendar um horário.

  • Hemocentro São Lucas (Telefone: 3660-6040);
  • Hospital Geral de Guarulhos (Telefone: 3466-1446);
  • Hospital Stella Maris (Telefone: 2423-8500 – ramal 155).