Doria convida Júlio Lancellotti para ser vacinado ao vivo, mas padre já havia recebido 1ª dose mais cedo

Foto: Divulgação

Na busca por cada vez mais consolidar o palanque político para às eleições presidenciais de 2022, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) segue fazendo da vacina do Butantan seu maior triunfo. Nesta sexta-feira (12) duas importantes figuras protagonizaram a coletiva.

A enfermeira Monica Calazans, do Hospital Emílio Ribas recebeu a segunda dose da coronavac. Ela foi a primeira pessoa a receber o imunizante em 17 de janeiro, logo após a aprovação da Anvisa. A profissional de saúde rebateu críticas que vem recebendo nas redes sociais.

“Eu não sou atriz, sou enfermeira, tenho COREN e tomei a vacina do Butantan com orgulho, fiz isso pelo Brasil,” declarou. Na mesma ocasião, Pe. Júlio Lancellotti foi convidado para ser vacinado, mas o sacerdote já havia sido imunizado pela manhã juntos dos moradores de rua.

O Pe. mostrou o comprovante de vacinação com registro da primeira dose, hoje a cidade de São Paulo começou a vacinar a população em situação de rua, com mais de 60 anos. O pároco disse mais cedo que já realizou seis exames sorológicos e todos deram negativo.