Governo Bolsonaro teria negociado compra da Coronavac por 3x acima do valor fechado pelo Butantan

Foto: Michel Wakin/Guarulhos Online

Um vídeo gravado em março e divulgado hoje mostra o ex-ministro Pazuello negociando as doses da vacina chinesa

O ex-ministro da saúde, General Eduardo Pazuello negociou a compra de 30 milhões de doses da vacina chinesa Coronavac, fora da agenda. Um vídeo foi divulgado pelo jornal Folha de SP nesta sexta-feira (16) aponta que a gravação foi feita em 11 de março.

A vacina Coronvac foi importada pelo Instituto Butantan ao preço de 10 dólares e repassada ao Ministério da Saúde, mesmo com argumento contrário do Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que desaprovava o imunizante.

Pazuello disse à CPI da pandemia que não negociava vacinas contra a Covid-19, mas a gravação prova a negociação. Um memorando assinado pelo Ministro, no mesmo di, certifica a intenção de compra, ao preço de 28 dólares cada dose.

O triplo do valor seria pago à uma empresa intermediadora, a World Brands receberia metade do valor de forma adiantada. A prova contra o general está sob posse dos senadores e a CPI deve incorporar à investigação da compra de vacinas.